Como superar um coração partido- Poema

como superar um coração partido sem tentar
primeiro
não faça nada
torne-se um com seu sofá
comendo pilhas inteiras de oreos como se fossem torres de sentimentos
assista as adaptações de Jane Austen até seus olhos virarem passas
aprecie Colin Firth emergindo de um lago em uma camisa branca
se você deve fazer algo
beba!
mas mantenha a classe
ponha seu vinho barato num copo
você não é um pirata!
fale sozinha
fale sozinha no espelho
no transporte público
no meio da fonte do shopping
porque há coisas que você nunca conseguiu dizer
você não precisa engoli-las
faça um tinder!
faça da sua foto de perfil um modelo e não fale com ninguém
só continue passando até que tenha L.E.R
desse jeito você pode rejeitar 50 pessoas por minuto e vai parecer como matar formigas
com barriga tanquinho
beije o máximo de pessoas que precisar pra tirar a marca dos lábios dele do seu cérebro
vá em museus
e perceba que outras coisas têm histórias também
jogue esconde-esconde com seu sono R.E.M
você não sabe qual é pior
acordar de pesadelos em que seus lados se abriram ou de sonhos com ele segurando a sua mandíbula como se significasse algo pra ele
poderia também grudar suas pálpebras na testa
porque, pelo menos, você pode mentir pra si enquanto acordada
fique acordada até 3:00, 3:30, 4:00
faça chá com as bolsas embaixo dos seus olhos
escreva!
escreva até usar cada metáfora do seu acervo
comece a usar a mesma sempre e sempre
porque há tantas maneiras de descrever estar destruído
mas uma vez que você chegar lá
isso é só a base
em seguida, colete todas as fendas da sua corrente
faça uma armadura e leve ela pra batalha
pegue o nome dele
aquele que ainda dói dizer
e use como grito de guerra
então chore de verdade
porque não há nada vergonhoso em limpar seus olhos
não se levante
não fique bem
porque desilusões não são sobre estar bem
é sobre lembrar que você estava bem antes
é sobre falar
foda-se estar bem!
é sobre pegar todos os seus pedaços
e construir pra si um castelo, porque não me importa quem você é
você é uma rainha!
é sobre falar
foda-se esse poema!
ninguém supera um coração partido
eu construi uma sala do trono
com caixas de pizza e embalagens vazias
e eu não consigo parar de chorar em cima do meu cup moodles
mas um dia
vou chorar uma fonte de juventude
vamos voltar ao começo
estou cansada de dicas de auto-ajuda
e de incentivos amigáveis
eu bebo garrafas, garrafas e garrafas
fingindo que suas bocas pertencem a outra pessoa
mas cansei de sentir pena de mim mesma
porque se desculpar por amar até explodir-se?
minha capacidade de sentir não precisa de perdão
meu coração não precisa de reparo
eu não estou despedaçada
eu só estou um pouco mais
explosiva!

Aprecie em vídeo também:

XERO!

tumblr_m08krlgqka1qaspk8

Ei, eu estava viva

eu podia ouvir as batidas do meu coração golpear meus ouvidos, minha cabeça… e os instantes que se seguiram foram de alguma coisa agridoce sobre a minha língua, eu encontrei no peso da vida um bocado de incertezas e certezas, comecei a me assistir despedaçando no ar e virando cinzas de um passado que precisava morrer. e a vida fica se fazendo de imatura e me cutuca dizendo “ei, é pra crescer, viu?” ela diz que eu tenho que ser forte e berra comigo “mais uma vez! mais uma vez!”, quantas vezes mais?
ontem e hoje muito provavelmente você ainda passou pela minha cabeça, inevitavelmente eu pensei sobre o que te tornou tão especial pra mim e ainda parece uma piada sobre mim mesma, eu apenas dou um riso triste. melhor colocar pra debaixo do tapete. você quis ir mais uma vez. já deu.
algumas coisas precisam ser trocadas de lugares, alguns medos precisam ser domados, eu preciso sim crescer e crescer requer uma porrada de sacrifícios.
deixar doer, se permitir sentir e tantas coisas mais sobre estar viva, não é algo que dê pra evitar e nem algo pra querer se desculpar. por que a gente tem a mania miserável de se culpar pelo sentir? e isso não é assim tão nobre e muito menos justo.
deixa ser, seja explosiva e seja infinita. dane-se as convenções e dane-se as imposições que lhe são colocadas, a vida é bem mais que isso.
ontem eu amadureci um pouquinho mais e hoje mais que ontem, e eu disse “ei, moça, pra quê isso?” e enquanto assistia a uma série de tv me permiti um paralelo à minha vida e assim como Daenerys eu digo dracarys e deixo queimar aquilo que não vai me servir e assim também como Samuwell, eu me recuso a sentar e assistir os outros serem melhores, eu também sou. você também é.
então corra, vá em frente e pense em você, vá em frente e não se diminua pra caber nas expectativas alheias, caiba nas suas, viva as suas.
eu podia ouvir os pássaros cantando pela manhã na minha janela, eu estava viva.

eu podia ouvir os carros e as casas acordando na cidade, eu estava viva.
eu podia ouvir a musica lá no fundo tocando, o rádio ligado e as notícias chegando, eu estava viva.
eu podia ouvir as batidas do meu coração golpear meus ouvidos. ei, eu estou viva e você?

Ouça Gregory Alan Isakov

Dia desses também postei lá no stories do insta um trechinho bem curto de “If I go, I’m goin” e algumas pessoas vieram me perguntar de quem era essa musica tão maravilhosamente triste. Bem, o nome do cara é esse aí enorme, porém lindo até.

Gregory é uma descoberta recente mas já se tornou um xodó, ele é claro um cantor de musica indie, em especial “indie folk”. Então, sem muitos rodeios, vamos ouvir?

If I go, I’m goin

“E eu vou, se você me pedir, eu ficarei, se você desafiar”

Big Black Car

“Adoraria participar de uma de suas histórias, apenas eu e toda minha glória de zé ninguém”

Words

“Palavras significam mais à noite como uma canção”

Dandelion wine

“Então eu posso ver você em breve, cair desmaiado me deixou bêbado em um campo…”

That moon song

“Deixou-me dizendo nada nada, como eu sempre digo”

 

O casamento- Antonio Prata

Dia desses eu recitei um trechinho dessa crônica no stories do meu insta @maby_ferr (quem me acompanha por lá ouviu), hoje resolvi mostra-la completa aqui. Aproveitem.

“Quando o Cassiano me chamou pra falar aqui, na cerimônia, eu lembrei do dia que a gente se conheceu, na fazenda de uns amigos dos nossos pais. Ele devia ter uns oito, nove anos. Tinha um cabelo cuia, loiro, e andava pra lá e pra cá com um tecladinho Casio debaixo do braço: era uma versão um pouquinho mais moderna do Schroeder, aquele personagem do Snoopy. Mas o que eu mais lembro daquela viagem não é da dupla Cassi & Casio. É de uma noite na salona da fazenda, quando o Alexandre (seu pai) chamou ele no meio dos adultos e perguntou:

– Cassiano, qual foi o único conselho que eu te dei, nessa vida?

E o garotinho de cabelo cuia, que já devia tar acostumado a responder àquela pergunta pôs a mão à frente, assim, num gesto teatral, e disse:

– Seja louco, meu filho!

Ainda bem que um dos primeiros mandamentos dos filhos é frustrar as expectativas dos pais, e quando eu comecei e ler os textos do Cassi na Folha, eu pensei: xi, o Alexandre deve tá desapontado! Mas só há pouco mais de um ano eu tive certeza que o meu amigo ia mesmo ignorar o único conselho paterno. Foi quando ele me apresentou a Carol e disse, essa é a minha namorada. Ali eu saquei: ele tava no caminho certo. Ela é linda, gente fina, inteligente, a família dela faz goiabada, o que mais que um homem pode querer?

De louco portanto, o Cassiano não tinha nada. Ou… Será que tinha? Enquanto eu escrevia esse texto, fiquei pensando naquela cena da fazenda, lá por 1983, pensei na geração dos nossos pais e na nossa e comecei a achar que talvez eu tivesse errado. Que talvez, pra quem nasceu nos anos setenta, filho da geração que foi hippie, que morou em comunidade, que queimou sutiã e o escambau, a verdadeira loucura seja essa: o casamento. A gente não foi criado pro compromisso, nem pra doação. Somos uma bola dividida entre os hippies e os yuppies: de um lado, o discurso libertário, do outro, o individualismo.

Não é à toa que hoje em dia, quando se fala em amor, os versos que mais surjam sejam os últimos do soneto da Fidelidade, do Vinícius: “Que não seja eterno, posto que é chama, mas que seja infinito enquanto dure”. São versos lindos, claro, mas eu sempre achei que evocar eles no começo de uma relação envolve 50% de lirismo e 50% de picaretagem. Como assim, “que não seja eterno?” Se você ama, a primeira coisa que deseja é que seja pra sempre, não? Pra que abrir a porta de entrada já de olho na porta da saída? Eu também implico com o “posto que é chama”. A chama é algo que nos queima, é ela o agente da ação, nós somos o objeto, a lenha. Longe de mim remendar o Vinícius, mas acho, ou na verdade, espero, que a gente tenha um papel um pouquinho mais ativo numa relação amorosa. Que possa alimentar essa chama, botar mais lenha na fogueira, abanar o fogo. Por isso sempre achei que a parte mais bonita do Soneto da Fidelidade não é o final, mas o começo: “De tudo ao meu amor serei atento, antes.” Essa máxima devia tá colada nos vidros dos carros, nos espelhos dos banheiros, devia tá escrita nas faixas dos caminhões, o ministério da saúde tinha que mandar imprimir nos maços de cigarro e os chineses deveriam incluir nos biscoitos da sorte: “De tudo ao meu amor serei atento antes”. Antes do trabalho, antes dos compromissos sociais, antes do dinheiro, do sucesso e de todas as outras imposições egoístas da nossa época, o amor. Essa é a verdadeira loucura. Por isso que, terminando, eu desejo a vocês a mesma coisa que o Alexandre desejava pro Cassiano, lá por 83: sejam loucos, meus amigos!

De tudo, ao amor de vocês sejam atentos antes e façam o que tiver ao alcance pra serem felizes para sempre! O senhor já pode beijar a noiva”

Lust for life

Pausa pra gritar: FINALMENTE SAIU!

Lana Del Rey a nossa sad girl está mais viva do que nunca, após ficar conhecida mundialmente lá em meados de 2011 com os singles “video games” e “blue jeans”, Lana nos mostra em 2017 o quanto está desfrutando da sua liberdade pessoal, de ser o que é, como é.

1203792
Lust for life foi lançado (vazou,hein) no dia 21 de julho. O álbum mantém a mesma pegada dos anteriores, na verdade, parece ter um pouco de cada um deles nas canções. Aquela sensação de querer ouvir de olhos fechados ou contemplando o céu aberto, aquela vontade de viajar e esperar uma chuva de verão a cada melodia continuam ali, intactas.
É certo que Lana é uma artista que se desprendeu da pressão midiática, aquela pressão que muitas cantoras do pop tem a cada novo álbum lançado, tem que ser hit!
Lust for life é no mínimo, “eu faço o que eu gosto, pra quem gosta e eu estou feliz assim.”
A primeira faixa do álbum é “Love” e fica claro obviamente o quanto a Lana é apaixonada por seus fãs, entrega sua gratidão e ainda nos dá aquele recadinho maroto  “Vocês jovens ouvindo suas músicas vintage pelo celular/satélite, são parte do passado mas agora são o futuro”, e isso é amor.
O feat com The weenked é o single que traz o título do álbum e aí está de volta, aquela canção de amor brega, porém melodramática e totalmente a la “amor de cinema”, não é atoa o letreiro de Hollywood.
Os arcos de piano, guitarras em harmonia e um som mais limpinho estão em alta, em “tomorrow never came” arrisco a dizer que é minha segunda favorita do álbum, traz o feat com o Sean Lennon e aquela nostalgia da época dos beatles (sou apaixonada, universo sabe), nos deixa flutuando em um amor, sem contar que é um tributo a “tomorrow never knows”, que tributo hein!
Outra faixa que não dispensa comentários é “God blessed American-and beautiful Woman in it”, aquele apelo no maior estilo Del Rey, Deus abençoe a América e todas as pessoas, já que obviamente ela acredita que mesmo em meio as balas, em meio a todo caos do mundo, o que mesmo tem que prevalecer? responda aí.

No álbum você também vai encontrar um hip-hop bem verãozinho “summer bummer”, pra mostrar que o sorrisão estampado na capa do álbum não foi sem motivo. A sad girl tá bem animada, apesar de triste ao mesmo tempo.
É certo que lust for life é um álbum bem californiano. Vai fazer você viajar por cenários paradisíacos, por festiavais da década de 70, em camarins ou lojas de discos e cerveja barata, com uma rápida mensagem de consciência política.
Só lembrem-se que “Somos pessoas lindas/Com belos problemas, sim
Problemas bonitos, Deus sabe que os temos./Mas temos que tentar (la, la, la)
Todos os dias e a noite (la, la, la)”, e continuem tentando meus queridos, continuem ao som de Lana Del Rey.

lanasite1

Ps. tenho que ser birrenta e dizer que eu preferia a Lana com cara de sofrida na capa. Pronto, falei!

Inspiração: Estilo Marina Ruy Barbosa

Marina Souza Ruy Barbosa é uma atriz brasileira que começou a atuar ainda criança, e fez seu primeiro trabalho de destaque no papel de Aninha na telenovela Começar de Novo, desde então ela veio encantando o público com seu talento e sua beleza. Dona de notáveis madeixas ruivas a atriz tem se destacado na mídia brasileira.
Carioca, a atriz tem 22 anos e 1,67 de altura.
Mas eu vim aqui falar da maneira linda e estilosa que a Marina se veste, e que me inspira bastante.
Espero que gostem. ❤ e que possam se inspirar.
“Gosto de ser ruiva. Meu cabelo é meu xodó” ❤
Marina divando nos vestidos longos ❤
marina-ruy-barbosa-usou-vestido-valentinoi7a9437fe3a81efed40af77d84dd89c44d4593b--dress-vestidos-vestido-dress1342390-marina-posou-com-o-vestido-de-tricot-da-950x0-1
Calça   ❤
marina-ruy-barbosa-calca-jeans-camisa-branca-scarpin-161017-103551marina_ruy_barbosa_moda_agnews-2d013a26bc5223b7ac782736a21f4cb95look-do-dia_2_4_66b4a5918f6918513e3cee6d07c53c79a--marina-rui-moda-fashion85267-a-atriz-marina-ruy-barbosa-possui-um-article_media_item-2
Gente como a gente \o/
38342-marina-ruy-barbosa-exibe-boa-forma-com-950x0-1
Segura esse lacre!
marina-2
Beijos Nublados

5 poemas de Vinicius de Moraes

Vinicius de Moraes, nascido Marcus Vinicius de Moraes foi um poeta, dramaturgo, jornalista, diplomata, cantor e compositor brasileiro. Nasceu em 19 de outubro de 1913, em Gávea, Rio de janeiro. Faleceu em 9 de julho de 1980 no Rio de Janeiro.
Quero criar uma categoria para espalhar poemas pra vocês, então constantemente irão ler por aqui. Iniciarei com o meu garoto de Ipanema (abusada, eu! haha), porque ele é meu eterno amor.
Que tal se deliciar com o lirismo magico do Vinicius?
133937_w840h0_1489430380viniciusdemoraes

 

1-Soneto de Fidelidade

De tudo ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.

Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento

E assim, quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa me dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure.

 

279733-970x600-1

2-Ausência

Eu deixarei que morra em mim o desejo de amar os teus olhos que são doces
Porque nada te poderei dar senão a mágoa de me veres eternamente exausto.
No entanto a tua presença é qualquer coisa como a luz e a vida
E eu sinto que em meu gesto existe o teu gesto e em minha voz a tua voz.
Não te quero ter porque em meu ser tudo estaria terminado.
Quero só que surjas em mim como a fé nos desesperados
Para que eu possa levar uma gota de orvalho nesta terra amaldiçoada
Que ficou sobre a minha carne como uma nódoa do passado.
Eu deixarei… tu irás e encostarás a tua face em outra face.
Teus dedos enlaçarão outros dedos e tu desabrocharás para a madrugada.
Mas tu não saberás que quem te colheu fui eu, porque eu fui o grande íntimo da noite.
Porque eu encostei minha face na face da noite e ouvi a tua fala amorosa.
Porque meus dedos enlaçaram os dedos da névoa suspensos no espaço.
E eu trouxe até mim a misteriosa essência do teu abandono desordenado.
Eu ficarei só como os veleiros nos pontos silenciosos.
Mas eu te possuirei como ninguém porque poderei partir.
E todas as lamentações do mar, do vento, do céu, das aves, das estrelas.
Serão a tua voz presente, a tua voz ausente, a tua voz serenizada.

vinicius_de_moraes

3- Soneto de inspiração

Não te amo como uma criança, nem
Como um homem e nem como um mendigo
Amo-te como se ama todo o bem
Que o grande mal da vida traz consigo.

Não é nem pela calma que me vem
De amar, nem pela glória do perigo
Que me vem de te amar, que te amo; digo
Antes que por te amar não sou ninguém.

Amo-te pelo que és, pequena e doce
Pela infinita inércia que me trouxe
A culpa é de te amar — soubesse eu ver

Através da tua carne defendida
Que sou triste demais para esta vida
E que és pura demais para sofrer.

img_1_2_1350

4- A hora íntima

Quem pagará o enterro e as flores
Se eu me morrer de amores?
Quem, dentre amigos, tão amigo
Para estar no caixão comigo?
Quem, em meio ao funeral
Dirá de mim: – Nunca fez mal…
Quem, bêbedo, chorará em voz alta
De não me ter trazido nada?
Quem virá despetalar pétalas
No meu túmulo de poeta?
Quem jogará timidamente
Na terra um grão de semente?
Quem elevará o olhar covarde
Até a estrela da tarde?
Quem me dirá palavras mágicas
Capazes de empalidecer o mármore?
Quem, oculta em véus escuros
Se crucificará nos muros?
Quem, macerada de desgosto
Sorrirá: – Rei morto, rei posto…
Quantas, debruçadas sobre o báratro
Sentirão as dores do parto?
Qual a que, branca de receio
Tocará o botão do seio?
Quem, louca, se jogará de bruços
A soluçar tantos soluços
Que há de despertar receios?
Quantos, os maxilares contraídos
O sangue a pulsar nas cicatrizes
Dirão: – Foi um doido amigo…
Quem, criança, olhando a terra
Ao ver movimentar-se um verme
Observará um ar de critério?
Quem, em circunstância oficial
Há de propor meu pedestal?
Quais os que, vindos da montanha
Terão circunspecção tamanha
Que eu hei de rir branco de cal?
Qual a que, o rosto sulcado de vento
Lançará um punhado de sal
Na minha cova de cimento?
Quem cantará canções de amigo
No dia do meu funeral?
Qual a que não estará presente
Por motivo circunstancial?
Quem cravará no seio duro
Uma lâmina enferrujada?
Quem, em seu verbo inconsútil
Há de orar: – Deus o tenha em sua guarda.
Qual o amigo que a sós consigo
Pensará: – Não há de ser nada…
Quem será a estranha figura
A um tronco de árvore encostada
Com um olhar frio e um ar de dúvida?
Quem se abraçará comigo
Que terá de ser arrancada?

Quem vai pagar o enterro e as flores
Se eu me morrer de amores?

vinicius

5- Poema de Natal

Para isso fomos feitos:
Para lembrar e ser lembrados
Para chorar e fazer chorar
Para enterrar os nossos mortos —
Por isso temos braços longos para os adeuses
Mãos para colher o que foi dado
Dedos para cavar a terra.
Assim será nossa vida:
Uma tarde sempre a esquecer
Uma estrela a se apagar na treva
Um caminho entre dois túmulos —
Por isso precisamos velar
Falar baixo, pisar leve, ver
A noite dormir em silêncio.
Não há muito o que dizer:
Uma canção sobre um berço
Um verso, talvez de amor
Uma prece por quem se vai —
Mas que essa hora não esqueça
E por ela os nossos corações
Se deixem, graves e simples.
Pois para isso fomos feitos:
Para a esperança no milagre
Para a participação da poesia
Para ver a face da morte —
De repente nunca mais esperaremos…
Hoje a noite é jovem; da morte, apenas
Nascemos, imensamente.

 

BÔNUS: PS. desculpa, mas eu amo o trabalho dele. 

ps.1 ela é linda ela.

CRÔNICA: “Para uma menina com uma flor”

 

Porque você é uma menina com uma flor e tem uma voz que não sai, eu lhe prometo amor eterno, salvo se você bater pino, que aliás você não vai nunca porque você acorda tarde, tem um ar recuado e gosta de brigadeiro: quero dizer, o doce feito com leite condensado.

E porque você é uma menina com uma flor e chorou na estação de Roma porque nossas malas seguiram sozinhas para Paris e você ficou morrendo de pena delas partindo assim no meio de todas aquelas malas estrangeiras. E porque você quando sonha que eu estou passando você para trás, transfere sua d.d.c. para o meu cotidiano e implica comigo o dia inteiro como se eu tivesse culpa de você ser assim tão subliminar. E porque quando você começou a gostar de mim procurava saber por todos os modos com que camisa esporte eu ia sair para fazer mimetismo de amor, se vestindo parecido. E porque você tem um rosto que está sempre num nicho, mesmo quando põe o cabelo para cima, como uma santa moderna, e anda lento, a fala em 33 rotações mas sem ficar chata. E porque você é uma menina com uma flor, eu lhe predigo muitos anos de felicidade, pelo menos até eu ficar velho: mas só quando eu der aquela paradinha marota para olhar para trás, aí você pode se mandar, eu compreendo.

E porque você é uma menina com uma flor e tem um andar de pajem medieval; e porque você quando canta nem um mosquito ouve a sua voz, e você desafina lindo e logo conserta, e às vezes acorda no meio da noite e fica cantando feito uma maluca. E porque você tem um ursinho chamado Nounouse e fala mal de mim para ele, e ele escuta mas não concorda porque é muito meu chapa, e quando você se sente perdida e sozinha no mundo você se deita agarrada com ele e chora feito uma boba fazendo um bico deste tamanho. E porque você é uma menina que não pisca nunca e seus olhos foram feitos na primeira noite da Criação, e você é capaz de ficar me olhando horas. E porque você é uma menina que tem medo de ver a Cara- na-Vidraça, e quando eu olho você muito tempo você vai ficando nervosa até eu dizer que estou brincando. E porque você é uma menina com uma flor e cativou meu coração e adora purê de batata, eu lhe peço que me sagre seu Constante e Fiel Cavalheiro.

E sendo você uma menina com uma flor, eu lhe peço também que nunca mais me deixe sozinho, como nesse último mês em Paris; fica tudo uma rua silenciosa e escura que não vai dar em lugar nenhum; os móveis ficam parados me olhando com pena; é um vazio tão grande que as outras mulheres nem ousam me amar porque dariam tudo para ter um poeta penando assim por elas, a mão no queixo, a perna cruzada triste e aquele olhar que não vê. E porque você é a única menina com uma flor que eu conheço, eu escrevi uma canção tão bonita para você, “Minha namorada”, a fim de que, quando eu morrer, você se por acaso não morrer também, fique deitadinha abraçada com Nounouse, cantando sem voz aquele pedaço em que eu digo que você tem de ser a estrela derradeira, minha amiga e companheira, no infinito de nós dois.

E já que você é uma menina com uma flor e eu estou vendo você subir agora – tão purinha entre as marias-sem-vergonha – a ladeira que traz ao nosso chalé, aqui nestas montanhas recortadas pela mão presciente de Guignard; e o meu coração, como quando você me disse que me amava, põe-se a bater cada vez mais depressa. E porque eu me levanto para recolher você no meu abraço, e o mato à nossa volta se faz murmuroso e se enche de vaga-lumes enquanto a noite desce com seus segredos, suas mortes, seus espantos – eu sei, ah, eu sei que o meu amor por você é feito de todos os amores que eu já tive, e você é a filha dileta de todas as mulheres que eu amei; e que todas as mulheres que eu amei, como tristes estátuas ao longo da aléia de um jardim noturno, foram passando você de mão em mão, de mão em mão até mim, cuspindo no seu rosto e enfeitando a sua fronte de grinaldas; foram passando você até mim entre cantos, súplicas e vociferações – porque você é linda, porque você é meiga e sobretudo porque você é uma menina com uma flor.

            

Playlist gospel

Olar, abençoados. haha

Repetindo para as pessoas que não sabem, eu sou cristã mais precisamente evangélica. Dito isto, resolvi vir aqui no blog mostrar pra vocês a minha playlist gospel (sem impor nada a ninguém, seja estilo musical ou crença), então espero que gostem.

1- Muita calma nessa alma (Marcela Tais, conheça mais dela clicando aqui)

“Entre milhões de orações, pode sim te escutar enquanto você dorme continua a trabalhar, não é segundo suas expectativas Deus fará além, além, além, além do que você imagina.”

2- Sou escolhido (Priscilla Alcantara)

“Tudo o que irei fazer, tudo o que irei viver decida por mim, que a todo momento eu posso errar, tua voz obedecer, é o que devo fazer…”

3- Multidão de sentimentos (Sozo)

“E eu me perco na multidão dos teus sentimentos por mim, tão forte e doce é tua voz
me chamas para andar onde eu não fui…”

4- Ninguém explica Deus (Preto no branco ft. Gabriela Rocha)

“Do crente ao ateu, ninguém explica Deus”.

6- Quem é esse? (André e Felipe ft. Daniela Araújo)

“Quem é esse que nunca desampara? Ele nunca falha, esse é o meu Deus”

7- Consolador (Damares)

“Perdoa o meu coração e as vezes que errei sem perceber, mas não afasta tua presença.”

8- sei como é bom ( DJ Matheus Lazaretti)

“E você me faz tão bem me faz feliz assim não existe mais ninguém que eu queira tanto assim.”

9- Eu vou até você (Thiago Grulha)

“Eu vou até você fazer uma oração, eu vou até você alegrar o teu triste coração”

10- Ame mais, julgue menos (Marcela Tais)

“Ninguém sabe a dor que o outro passou, ninguém sabe das lutas que o outro lutou”

11- Oi, Jesus (Isadora Pompeo)

“Oi, Jesus
Podes me ver
Podes me ouvir”

12- Outra vez (Lucas 9)

“Perdoa pai porque pequei me envolve Deus com teu amor,vem falar comigo
Preciso te ouvir outra vez”

13- Tanto faz (Priscilla Alcantara ❤ meu love) Ps. solta logo esse clipe mulheeer

“Encontrei você razão pra viver e o resto agora, o resto agora tanto faz…”

Bônus:

Grandioso és tu (Kamuel) esse coral vai virar post ainda, eu sinto. hahah

“Senhor, meu Deus, quando eu, maravilhado contemplo a tua imensa criação.
A terra e o mar e o céu todo estrelado…”

 

Me diga o que achou e compartilhe comigo novas canções, adoro indicações.

beijos

Resenha da série: How to get away with murder

Primeiro episódio: 25 de setembro de 2014
Número De Temporadas: 3
Emissora original: American Broadcasting Company
Criador: Peter Nowalk
Prêmios: Prêmio Emmy do Primetime: Melhor Atriz em Série Dramática.
Sinopse 1ª temporada: A serie se desenvolve ao redor da vida pessoal e profissional de Annalise Keating, uma advogada de defesa criminal proeminente. Também professora de direito na universidade de Middleton, na Filadelfia. Annalise seleciona cinco dos seus melhores alunos para trabalharem com ela em seu escritório: Wes Gibbins, Connor Walsh, Michaela Pratt, Laurel Castillo e Asher Millstone. Quando Annalise vê que sua vida pessoal e profissional começa a entrar em colapso, ela e seus alunos se vêem envolvidos, involuntariamente, em uma trama de assassinatos.

MATT MCGORRY, KARLA SOUZA, AJA NAOMI KING, ALFRED ENOCH, JACK FALAHEE, VIOLA DAVIS, LIZA WEIL, BILLY BROWN, CHARLIE WEBER

Que tal se tornar um estudante de direito e acabar envolvido em assassinatos “sem querer querendo”? Isso mesmo, melhor limpar todas as evidências e dar um jeito de adulterar a cena do crime, ou então, bye bye.

HTGAWM é uma série de drama-mistério produzida pelo canal ABC e vou te contar, prende você do inicio ao fim com os malditos mistérios. Nunca fui muito fã de series policiais ou que incluam a área do “direito”, mas tomada por uma indicação de um amigo acabei sendo persuadida e em três dias conclui as duas temporadas disponíveis na netflix. (por mais amigos com poder de persuasão e bom gosto,please).

Screenshot_20170715-232305.png

A serie vai nos envolvendo com vários mistérios ou poderia dizer “sub-mistérios”? pois um mistério leva a outro e por aí vai, você irá ficar se questionando o tempo todo e tudo que você quer saber é “O que aconteceu?” “Quem matou?” “ele ou ela?” “O que diabos eles estão fazendo?”, então é bom preparar a ansiedade e deixar a serie tomar conta.

A primeira temporada baseia-se principalmente no assassinato de uma jovem que foi colocada numa caixa d’água e esse caso acaba afetando a vida de praticamente todos os protagonistas, caso que vai sendo explicado aos poucos com a ajuda de flashbacks. Mas de todo modo, só descobrimos o que realmente aconteceu lá pelos últimos episódios e mesmo assim a trama se sustenta, enquanto isso só temos alguns fragmentos do acontecimento a cada episodio e conhecemos mais dos cinco estudantes. Esses cinco estudantes com suas características muito distintas são escolhidos por Annalise para trabalhar em seu escritório, poderíamos dizer que é  isso que chamamos de tragédia disfarçada de benção.

Poderia ser só simplesmente uma serie comum, uma advogada que atende seus clientes, nos apresenta sua vida e só, mas ainda bem que não é, a série é um complexo emaranhado de histórias que causam coceirinhas de curiosidade o tempo todo.

Abrindo espaço pra falar da fabulosa atuação da Viola Davis (Annalise Keating), claro. Nós vemos uma advogada impetuosa, capaz de tudo para defender seus clientes. Há momentos em que você vê sangue em seus olhos, também há momentos que você se questiona o quanto gosta dela, mas acredite, ela é invejável. Ela é forte, corajosa, manipuladora, inteligente, ardilosa? sim, mas por trás de toda a pose durona nós conseguimos enxergar o emocional da personagem, os seus conflitos internos a sós.

A serie também ganha pontos ao conseguir retratar uma gama de assuntos “polêmicos” que muitos fecham os olhos, assuntos como o racismo e o estrupo, além de ser uma serie onde claramente podemos notar o riquíssimo quadro de personagens, temos três protagonistas negros, protagonistas homossexuais, tridimensionais  e até uma garota mexicana. Então,  é um show de REPRESENTATIVIDADE. E isso falta em muitas séries.

Se você está afim de dar um passeio com personagens complexos, cenas de crime, reviravoltas, sexo e um drama nada básico, sugiro que comece logo.

Sobre a segunda temporada? Só fiquem com essa.

Screenshot_20170715-232715

E foi! hahaha Um HINOOO de série!

Beijos.

 

 

Inspiração: Estilo da Emma Watson

“Das bruxas da sua idade você é a mais inteligente que eu já conheci.” ❤

Ela é a atriz que praticamente todos pagam pau, também pudera, a moça interpretou a bruxa das bruxas no universo mágico de Harry Potter, a Hermione sempre será lembrada. Always.

Recentemente atuou em a Bela e a Fera, fazendo a melhor adaptação da obra,mas precisamente da animação da Disney. Uma Bela impecável e muito parecida com a animação.

Nasceu na França, é ativista (embaixadora da boa vontade na ONU), feminista, atriz e modelo. Saca só, o poder!

E no post de hoje a gente dá uma conferida no estilo dela que já teve o título de mulher mais bem vestida do mundo, pasme.  (assim como a também atriz Kristen Stewart que você pode conferir o estilo clicando aqui).

 

Confira então e se inspire.

emma-watson-estilo

celebrity-style-red-carpet-2014-07-emma-watson-best-looks-09

 

emma-watson-e1345223232246

emma_watson_look_1

Resenha do filme: Mulher-maravilha

Data de lançamento: 1 de junho de 2017 (2h 21min)
Direção: Patty Jenkins
Elenco: Gal Gadot, Chris Pine, Connie Nielsen mais
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia
Nacionalidade: EUA

SINOPSE :

Antes de se tornar Mulher-Maravilha, ela era Diana, princesa das Amazonas, treinada desde cedo para ser uma guerreira imbatível. Criada em uma paradisíaca ilha afastada de tudo, Diana descobre por um piloto americano acidentado que uma guerra sem precedentes está se espalhando pelo mundo e, certa de que pode parar o conflito, decide deixar seu lar pela primeira vez. Travando uma guerra para acabar com todas guerras, Diana toma ciência do alcance de seus poderes e de sua verdadeira missão.
mulhermaravilha.jpg
 

Gal Galdot nos entrega a mais nova versão da super-heroína consagrada nos quadrinhos da DC Comics. Agora, como de se esperar, o filme conseguiu se tornar um dos sucessos de bilheteria e conquistar uma legião de fãs, abrindo espaço para uma pauta muito importante que é a representatividade feminina (queira você ou não), depois do fracasso de Esquadrão suicida (eu, por exemplo, achei que fizeram auê pra nada) finalmente a DC Comics produziu uma adaptação que está no páreo com a Marvel desde Batman-o cavaleiro das trevas, claro.

O filme inicia-se de forma sutil, é nada mais nada menos que a origem de tudo, uma volta ao passado. A pequena Diana princesa das Amazonas que sonha em se tornar uma destemida amazona e por isso entra em treinamento.

Anos mais tarde, Diana socorre um piloto de avião, o espião britânico Steve (Chris Pine) que cai na costa da ilha isolada onde ela e as outras amazonas vivem. Diante disso, Diana toma conhecimento da Primeira guerra mundial e é nesse contexto que tomada por um altruísmo (sem tamanho) ela decide que irá com Steve para o campo de batalha e acabará com a guerra.

Sem muito me ater ao enredo do filme, é incrível ver como Patty Jenkins soube trabalhar o protagonismo heroico da personagem sem ser esnobe ou forçado, Diana consegue capturar sua empatia de cara e fazer você enxergar como ela é forte e determinada. Claro que o filme se rendeu ao romance, mas de forma muito sensível e não querendo fazer da personagem um simbolo sexual. As cenas de combate são em sua maioria “maravilhosas”  e o filme conta com várias delas, o fato de acontecerem quase que todas na luz do dia favoreceu bastante para que as cenas fossem empolgantes e nada confusas, até mesmo na batalha final que acontece à noite, a iluminação foi muito bem colocada. E como as atitudes de Diana falam por si só, é um espetáculo.

Atendo-se ao seu carisma e inocência, Diana trás uma heroína cheia de coragem e otimismo, que mostra que o mundo pode sim ser um bom lugar e que há esperança no amor, no coração humano.

Não é atoa que o filme tem feito um menininho pedir ao pai o “tênis da mulher-maravilha” ou,  outra criança querer trocar o tema da festa de aniversário de ultima hora, aliás é a mulher-maravilha, né? E quem não quer ter a mulher-maravilha por perto? ou melhor, quem não quer ser uma mulher-maravilha?

 

 

Inspiração: tatuagens

“As pessoas julgam a aparência, mas esquecem que o mal da sociedade são as pessoas sem caráter.” 

Eu só queria começar esse post com essa citação do Renato Russo, porque acho que faz muito jus. Infelizmente a sociedade ainda encara “tatuagem” como algo abominável, coisa de marginal e sabemos (pelo menos os em sã consciência) que não é nada disso.

Enfim, no post de hoje resolvi fazer uma galeria maravilhosa de ideias pra quem tá pensando em fazer a primeira tatuagem ou mesmo a vigésima (ou sabe-se lá qual).

Eu salvo todas essas na esperança de um dia ter grana e coragem. Espero que gostem.

Playlist: É hora de desidratar

 

Quanto tempo já faz que eu não crio uma playlist aqui no blog, né?
Pensaram que eu não ia mais deixar vocês na bad, né?
AAAAA que pena. to de volta. E como vocês podem ter percebido com o titulo, é hora de preparar os lencinhos, a manga da camisa mesmo, o travesseiro (whatever) e vamos fazer o que sabemos fazer de melhor, chorar pensando em mil fitas.

01- Lord Huron (the night we met)

“Eu tive tudo, e então quase tudo de você. um tanto, e então nada de você.”

02- Bob Dylan (to fall in love with you)

“Bem, meus nervos estão explodindo e meu corpo está tenso…Eu estava certo até eu me apaixonar por você”

03- Coldplay (always in my head)

“Eu penso em você, eu não tenho dormido eu acho que consigo, mas eu não consigo esquecer.”

04- Seafret (Oceans)

“E eu quero você de algum lugar dentro, parece que há oceanos entre mim e você mais uma vez”

05- Cigarrettes after sex (affection)

“Então o que significa se eu mandar você ir se foder? Ou se eu disser que você é lindo para mim.”

06- Varsity (so sad, so sad)

“Tão triste, tão triste eu nunca poderia fazer você ficar … Uma migalha em cima do meu prato leva a uma semana de choradeira.”

07- Cage the elephant (trouble)

“Em todos os lugares que eu olho eu pego um vislumbre de você”

08- T xx (angels)

“E o fim chega cedo demais como sonhar com anjos.”

09- Tom Odell (magnetised)

“Queria ter um pouco de mãe natureza em mim porque não está certo, estou magnetizado a alguém que não sente isso”

10- Youth (Daughter)

“Meus olhos estão marejados pelas palavras que você deixou ecoando na minha cabeça, quando você arrebentou meu peito.” (só digo uma coisa: essa música é um tapa na cara)

11- hurt ( cover Johnny Cash)

“Tento mata-la de todo jeito, mas eu me lembro de tudo.”

*Bônus (porque sempre faço isso hahah)

U2 (With or  without you)

“Nada a ganhar e nada mais a perder … com ou sem você”

Beijos e até mais.

Eu tenho uma boa memória…

lembra quando eu disse que tinha uma ótima memória e que isso era bom e ruim? pois é. eu só posso pensar nesse momento que não teria nada pior, como faz pra apagar as lembranças? porque eu ouso lembrar dessas coisas? quando criança minha memória não funcionava tão bem assim, lembro quando a minha mãe me pedia para que fosse ao mercado, eu ia convicta de que sem uma listinha escrita a mão conseguiria comprar todas aquelas coisas, mas eu sempre voltava no meio do caminho pra perguntar novamente; o que era mesmo?
agora, eu posso lembrar de cada detalhe seu. do seu modo de escrever certinho, das nossas piadas juntos, do que você me prometeu e do que a gente planejou juntos. parece que foi ontem até, é horrível.
às vezes eu desejava nunca ter te conhecido, me perguntava quais foram os caminhos que me levaram até você e por que. eu fiz uma lista infindável de possibilidades que tivessem me feito passar longe de ti, e quis acreditar que aquilo teria sido bem melhor. por que raios as pessoas entram na nossa vida e nos tiram pedaços? por que raios a gente sempre acredita que vai ser diferente? não, não é. e os milhares de passos que eu dou pra tentar ficar longe, de nada adiantam, e eu queria ter coragem de apagar você de todas as minhas redes sociais, mas de que me adiantaria se você continua vivo aqui dentro? e se eu não tenho tanto domínio sobre mim quando se trata de você. e eu sei que eu também errei e me culpo todos os dias por isso, mas eu nada posso fazer por não saber o quanto de mim você  guardou pra você, o quanto de mim você tem. e então é  aquele velho clichê do tempo, espera-se o tempo passar. certa vez eu li que a gente só consegue esquecer uma pessoa se apaixonando por outra, eu tenho tentado não conhecer ninguém por que você é a coisa mais linda que me aconteceu e me dói pensar até em te esquecer, mas se isso não é real, vou ficar esperando pra que um novo amor apareça assim do nada e bata em minha porta quando eu menos esperar, me quebre também, quem sabe… mas, pelo menos, você terá ido embora de vez e eu possa não lembrar de como você era tudo aquilo que eu queria, do quanto eu gostava de você e de como poderia ter sido melhor que isso.

Eu quero que você entenda

Em algum momento você vai entender que de nada adianta se esticar tanto pra caber num espaço que não é pra você, onde você não é bem-vindo. você vai entender que a vida é meio estranha, meio bizarra e que os pólos se divergem entre si. e você irá olhar a imensidão das estrelas, dos oceanos e do seu próprio eu e entenderá que não bastam migalhas, você não merece isso.
eu quero que você entenda que bom mesmo é se vestir de amor-próprio e só assim encontrar alguém que te transborde. eu quero que você perceba que só vale entregar seu amor para alguém que mereça. e que você possa repousar sua cabeça em meu ombro, me conte suas histórias mais ridículas e seus olhos possam brilhar quando sentir-se seguro em me contar sobre seus medos, sobre seus momentos de tristeza e suas alegrias. eu quero sentir ciúmes das pessoas que estiveram nos seus melhores momentos, mas melhor que isso, quero criar novos momentos com você.
em algum momento você vai entender que o mundo é uma roda-gigante, um temporal e um arco-íris nascendo após ele. você vai rir, chorar e sentir falta. vai tropeçar em vários capítulos truculentos pensando em desistir, mas vai ver no sol da manhã seguinte que o mundo te espera.
em algum momento seus pulmões irão implorar para que você respire e isso irá te causar danos e aprendizados, só não perca sua sensibilidade. nunca.
quero que você saiba que dar certo é muito subjetivo. que as pessoas deixam pedaços de si na gente e a gente carrega esses pedaços por onde for, mesmo que não exista nada além da ausência das palavras e tudo pareça ecoar no vazio. que a saudade acontece e que é inevitável, e ainda assim a gente encontra um raio de beleza nisso.
em algum momento você vai entender que o orgulho vai gritar mais alto em qualquer coração apaixonado e que esse é o nosso mundo, ninguém disposto a mudar. acredite.
mas você vai entender que em algum momento o seu certo subjetivo acontecerá… em algum momento. acredita?

 

Meus parabéns, Renata!

 

Hoje é o aniversário da minha best e parceira aqui do blog (@renatta_verissimo), com quem eu divido meus segredos, medos, anseios e felicidades. Era pra esse álbum ter ido pro facebook (mas a jumenta aqui não sabia que o face não era tão moderno assim), então aqui está meus parabéns. Tentei ser criativa, espero que goste. Vida longa pra tu! ❤

Álbum da amizade

 

Ouça Harry Styles

Você já deve ter escutado o nome desse moço por aí. Sim, é ele mesmo o ex integrante da boy band One direction. Mas pode apagar todo o esteriótipo estilo/musical que você tem aí á respeito. Harry Styles lançou seu álbum solo dia 12 de maio de 2017 e surpreendeu geral (pelos comentários que eu li por aí).

Confesso que só ouvi o álbum hoje justamente porque estava no spotify ontem e ele sugeriu-me “Sign of the times” que musica do caral…Isso, mesmo. Ela tem aquela pegada melancólica de mundo distópico/fimdostempos e ainda assim tem arcos de romantismo. Eu juro que não acreditei que a musica era do menino aí. Então, lá fui eu conferir o seu trabalho solo. Essa aí citada já dispensa apresentações, né? É o cartão-postal.

O álbum tem uma pegada rock antigãaao, meio beatles sabe? O Harry tá um verdadeiro rock star, ele já tinha uma pegada visual por aí né? Só tava mesmo esperando o seu momento.  A primeira faixa do álbum é “meet me in the hallway” e eu juro que já havia escutado antes e não fazia ideia que a musica era dele e muito menos tão recente. Os arcos de blues, rock e um tom hippie entram em cena em várias das canções, como em “Carolina” e o tom mais pesado vem na canção “Only angel” com direito aquele gritinho rocker que eu adoro no The clash, por exemplo. Com um inicio bem diferente, que lembra um coral de anjos caídos e uma pegada sexy (tanto na voz quanto na letra). A musica “Kiwi” também tem uma pegada bem rock, lembrando os sons de garagem nos anos 70.

A fofura e nostalgia vem em “sweet creature” que trás uma vibe meio blackbird dos beatles, ou mesmo, keane.  “Ever since New York” é tão grunge acústico, aquela musica surradinha e “two ghosts” é aquela canção pra lembrar dos amores que se perderam por aí de forma singular.

Pra terminar vamos de “Woman”  pronunciada em alemão? enfim e “from the dining table” …Aquelas musicas que você escuta com um copinho de Whisky em uma mão e o cigarro na outra, olha pras pessoas ao redor, em uma noite fria e pensa sobre todas as coisas banais ou não? viajei? haha, a primeira de forma mais grutal, meio foda-se tudo e a segunda já cortando os pulsos. É isso, não tô sendo dramática.

Vamos ouvir?

“Nós nunca aprendemos, já passamos por isso. por que estamos sempre presos, fugindo das Balas?”

“Ela é um anjo,meu único anjo”

“Eu andei pelas ruas o dia todo, correndo dos meus medos porque você me deixou no corredor”

“Nós não nos falamos desde que você foi embora, silêncio confortável é tão superestimado, por que não você nunca vai dizer o que você quer dizer?”

“Se mudou porque sua avó disse vá para as cidades, melhor nadar antes de se afogar, ela é uma boa garota”

“Criatura linda, criatura linda onde quer que eu vá, você me leva para casa”

“Ela passou por tudo com um pacote barato de cigarros, licor forte misturado com um pouco de intelecto”

“E estive orando, nunca fiz isso antes, entenda que estou falando com as paredes, eu tenho orado desde Nova York”

“Somos apenas dois fantasmas no lugar de quem era eu e você, tentando se lembrar como era ter um coração que bate”

“Estou vazio, eu sei. Promessas são quebradas como os pontos, espero que você possa ver a forma que eu estou enquanto ele está tocando sua pele.Esta coisa sobre mim uiva como um animal”

 

Então é isso!

5 sugestões para presentear o (a) namorado (a)

Dia 12 está chegando e sabemos nós que dia é esse, um dos mais comentados todos os anos, tanto por quem tem e por quem também não tem um date. Eu sou simplesmente solteirona mesmo, mas tô aqui pra dá um help em quem ainda não comprou nada pro amorzin, corre que já é segunda, hein.

01- Livro ou DVD/CD:

Com certeza todo mundo sempre tem um autor favorito ou banda/filme/cantor, claro que você sabe os gostos da pessoa que você ama. Então, nunca é batido ser clichê e cultural.

livros.png

02- Camiseta ou caneca personalizada:

Eu sou apaixonada por camisa de banda e canecas de banda também, então acho que por isso tô recomendando (e nem é eu que vou receber,né?), mas a dica é baratinha e especial. Fica a seu critério, você pode conferir algumas sugestões aí em baixo.

03- Cesta para sobreviver ao apocalipse zumbi:

Achei essa ideia bem criativa, vi uma vez em algum instagram e achei bem legal, infelizmente não lembro qual instagram (por isso vai ficar sem foto ilustrativa). O legal é colocar todas as besteiras possíveis que seu/sua namorado (a) gosta. Livros, filmes, cd’s, chocolate, ursinho etc Por fim, deixa um cartãozinho com um “Kit de sobrevivência a um ataque zumbi, feliz dia dos namorados!”

04- Viagem:

Essa já é pra quem economiza uma graninha a mais, porque não uma viagem? Se vocês são pessoas de almas livres e tem um tempinho, pode até não ser esse mês, mas planejar uma viagem é sempre ótimo. Que tal supreender com as passagens? Os momentos incríveis serão o melhor presente.

giphy

tumblr_ojfh66doxo1tnvvbdo1_r1_500

tumblr_oiv0lv9gkr1sysgeao1_500tumblr_ogy5pqgwkr1uvhb6zo1_500

05- Cartas “Abra Quando…”:

Essa sugestão é tipo DYI, em um envelope grande ou uma caixinha feita por você mesmo, escreva várias cartas para serem usadas em momentos específicos da vida do seu parceiro. Por exemplo: “Abra Quando…precisar de um abraço”; “Abra Quando… estiver se sentindo triste”; Abra Quando…sentir saudades de mim”; “Abra Quando…estiver em semana de provas”; “Abra Quando…algo no trabalho estiver incomodando”, e assim por diante.

cartas

É isso, espero que gostem e que eu tenha ajudado!

Brechó e Quintal Cultural-Riso da Terra

Olha que engraçado, eu estava com a Renata andando pela faculdade quando uma garota nos aborda pra entregar panfleto, geralmente a gente sempre joga o papel fora ou desvia, mas dessa vez achei a proposta interessante. Era um convite para a inauguração de um brechó, me chamou atenção por que eu vi que era diferente. (hmm, quintal cultural? discagem de vinil? cerveja artesanal e comidinhas vegetarianas?) gostei.

Olha, mas engraçado ainda é que o brechó era a cinco minutinhos daqui de casa. Claro que fui conferir.

Amei a vibe! Era uma galera hippie.

A gente olhou as roupitchas, tinha muita coisa artesanal também.
Os discos de vinil do tipo, superrr clássicos. Rolou festinha até tarde da noite, infelizmente não pude ficar até tarde, mas foi bem interessante e divertido. Fiz amizade, conversamos sobre várias coisas e ainda tinha um carinha da França! Pois é, pasme. O sotaque era uma coisa a parte, até dava pra se comunicar. haha
Achei a proposta interessante, elas abriram o brechó com o intuito de ganhar uma graninha extra pra ajudar no aluguel da casa e nas contas diárias, então estará aberto todos os dias desde então. Quem quiser dar uma conferida, vai lá. Elas ainda estão no comecinho da coisa, mas vocês também podem trocar peças de roupas! Ok?

O brechó fica na rua Manoel Pachêco, bairro São Miguel. Número, 314. Arcoverde, Pernambuco.

 

WhatsApp Image 2017-06-04 at 16.38.07

WhatsApp Image 2017-06-04 at 16.38.06

Como poderia ter sido?

Volta e meia, me pego pensando em coisas que não deveria. porque a gente nunca aceita não saber como teria sido?
o medo de sentir uma saudade eterna, uma falta de algo, de alguém… são tantos os pensamentos que corrompem o nosso interior e vai nos definhando aos pouquinhos.
sabe aquela sensação de andar pela cidade e encontrar os mesmos rostos, gostos e dissabores? aquela sensação de temer não vivenciar experiências que julga serem essenciais? é um medo, uma insegurança boba. é verdade, às vezes a vontade que dá é de chutar o balde, se conformar, ser um eu em pedaços desabando na velocidade da luz. e então,  eu me vejo agarrando os meus óculos sobre o criado mudo, lá pela manhã, os raios de sol entrando aos pouquinhos no meu quarto e quando ouso a olhar-me no espelho, estou ali tentando mais uma vez, fazendo centenas de planos, traçando uma lista infindável de metas e pensando nas pessoas que quero sempre comigo, bem perto.
não tem como, por mais que eu nunca saiba como teria sido se a gente tivesse dado certo com todos aqueles planos que fizemos juntos e ver agora que eles se desmancharam como nuvens de algodão num céu nublado, mesmo que eu nunca saiba como teria sido se eu não tivesse rejeitado aquele emprego com tanta autonomia só pra ganhar  experiência numa empresa mais renomada, mesmo que eu nunca saiba como teria sido se eu não abandonasse meu lar para ir em busca dos meus sonhos que até agora não se concluíram, mesmo que…
são tantos os “e se?”, são tantos os “como seria?” que a gente engole da vida como uma criança pequena que não quer tomar um remédio, quer saber?
a gente sempre vai ter que abrir mão de algo, ou algo sempre vai abrir mão da gente, e ninguém pode morrer por isso, mesmo querendo. não é pra ser assim, é pra ser ousado. “toda escolha requer ousadia”, então os ‘e se?’ são mais fortes do que pensamos, atravessamos eles com a consciência de que poderia ter dado certo, mega certo, mas ousamos deixar ele lá quietinho, longe e ir atrás de outra escolha, ou do nosso destino.