01:06am about you

eu te idealizei e imaginei você tão grande mais tão grande que até o universo pareceu encolher.
e todas aquelas conversas ficam em minha memória porque eu tenho a sensação que ela gosta de me ver acabada. bem acabada.
mas agora eu posso descer um pouquinho e sair de perto de você, te observar de longe e vê que nós nunca daríamos certo mesmo
olha pra mim, meio patética…
eu sou urgente, e talvez na minha pressa arredia eu sufoque as pessoas, talvez eu cause ventania exagerada e caos onde deveria ter calmaria. e tudo bem. é, tudo bem. eu até entendo. às vezes nem eu mesma me aturo, às vezes eu mesma me afogo. as vezes me afogo em um pires e isso me mata. de verdade.
eu juro que eu tentei deixar pra lá e, na verdade, estou tentando e até me assusto quando já me pego fazendo outras coisas que não envolva pensar em você.
e eu até sai pra dançar na noite, tomar porres de vodka e beijar bocas por diversão, mas quando me pego no amanhecer me sinto sufocando em mim mesma. de novo e de novo. porque essa não sou eu.
e é tão estúpido. tornar alguém universo é muito estúpido. querer fitar olhos e enxergar galáxias é estupido. se machucar e ver que há apenas isso, dor…isso é real.
mas eu te idealizei, eu pensei que você fosse diferente e no final das contas acho que não existe isso.
não, não existe.
eu sei, existem pessoas e suas histórias, e é só isso.
mas você entrou como uma estrela em mim, cintilante e cintilante…
eu quase implorei pra que você não me deixasse de novo e no fim você fez a mesma coisa e foi tão difícil engolir o maldito orgulho.
tudo bem, as borboletas no meu estômago morreram de hipotermia e meu coração já nem bate como antes, me acostumei a sua ausência e me saciei do seu silêncio.
eu só não entendi o porquê e não entender consegue ser pior que qualquer coisa.
aquela história com reticências que mexe tanto com os pensamentos e d-r-o-g-a-, c-a-r-a-m-b-a eles não param. não param nunca.
mas tudo bem, eu sei que o final está mais próximo que antes e isso já é muito.

Ah, isso com certeza já é muito. Que venha os finais, ainda que infelizes eles são melhores que esse roteiro ruim que ainda assombra por aqui e então me dê espaço para novas histórias.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s