Crônica: Eu ainda…

 Eu ainda o amo!

 Que droga minha cabeça insisti em registrar essa frase…  às vezes doí só de pensar que depois de tanto tempo ainda sinto alguma coisa por ele, e isso me assusta, parece errado e nada saudável.
Mas se eu tivesse que escolher uma só pessoa para ter de novo nos meus dias, nos meus braços, esse alguém seria ele. Com todos os seus defeitos, com as suas mancadas, com o tanto que ele despedaçou o meu coração, sei que  não posso simplesmente ignorar isso.

Eu ainda ouço o som da risada dele invadir a minha mente nos domingos à noite, quando começo a me questionar sobre todas as decisões da minha vida e que por mais que eu tenha tentado, de todas as formas possíveis, imagináveis e malucas, eu ainda sei que é ele. E eu quis muito que não fosse ele, mas  é.

Do que adianta fingir que ele não importa e que nunca mais irá fazer parte da minha vida, se eu ainda abro um sorriso enorme ao me lembrar da forma que ele me abraçava apertado no meio  da rua, me jogava para o alto sem se importar com o que os outros achavam, sorria de forma contagiante e sincera e falava que sempre ia me proteger, e sim eu me sentia a pessoa mais especial e segura do mundo só por ter ele ao meu lado.

Eu ainda imagino um futuro ao lado dele, com todos os planos que fizemos juntos, nossos sonhos e vontades, e eu ainda me culpo por isso tudo, por que não posso mais imaginar ele comigo. Meu coração tenta o trazer  de volta para mim, mas meu cérebro diz que não posso, que não dá mais, e isso é tão doloroso quanto me sufocar aos poucos pois dentro de mim mesma há uma luta.

Mas eu ainda o amo, com toda a nossa história torta, cheia de coisas mal acabadas e falhas que poderíamos ter evitado ou não…Eu sei que ele não é o cara perfeito, o mais inteligente ou bem sucedido, não é o príncipe encantado, eu sei que ele é cheio de defeitos, mas eu ainda o amo assim mesmo, ele é lindo e inteligente para mim, chato e ciumento e mais um monte de coisas.

Eu amo ainda que a gente tenha desistido todas as vezes que tentamos, antes até mesmo de  ter tentado de verdade, de ter lutado vorazmente por nossos sentimentos pela nossa vida juntos.

Eu ainda o amo mesmo que tenha seguido por outros caminhos.

Dizem que o amor é algo que as pessoas inventaram para ocupar sua própria mente enquanto fazem besteiras por aí, mas sinceramente acho que nós só nascemos para viver momentos como os que vivemos, para viver o inesquecivel, o inesplicavel, pra sentir o impossivel e voar mesmo sem ter asas.

Eu ainda lembro daquele momento em que o vi pela primeira vez, e quando ele sorriu para mim, senti o estômago embrulhando, fiquei com a mão gelada e tremi de ansiedade. São sentimentos que tomam a nossa alma, que nos deixam sem controle de si proprio, que nos leva ao céu e ao inferno em frações de segundos.

Ele é uma dessas pessoas que entram na nossa vida uma única vez, aparecem aqui, causam um alvoroço sem tamanho, nos ensinam a olhar a vida de uma maneira diferente, de forma que possamos a ver de outros tantos ângulos e formas, a nos questionar sobre as coisas, a sentir o que nunca imaginariámos sentir e depois se vão. Por que ir embora? Se aqui existe tanto carinho, amor, existe chatices, ciúmes e loucuras , mas ninguém é perfeito.

Eu ainda morro um pouco todos os dias por não ouvir mais as reclamações dele, ou seus pedidos de desculpas, por não sentir mais seu cheiro, ou seus ciúmes, por não poder ligar para ele todas as noites para ouvir sua voz antes de dormir, por não viver há ouvir os clichês de sempre.

Dizem que poucas pessoas no mundo tem a chance de sentir um amor mágico na sua vida … Acho que foi isso o que eu senti, que eu ainda sinto até hoje…

E a cada dia, quando o sol se esquiva pelas frestas da janela do meu quarto me convidando para um novo dia, espero acordar sem sentir esse vazio que perdura sobre meu peito, mas por enquanto…

EU AINDA O AMO!

Bom, pessoas queridas espero que gostem!!! ❤

Abraços quentinhos \o/

26 comentários em “Crônica: Eu ainda…

  1. Ual, meu Deus eu viajei nesse texto. Me lembrei de tanta coisa. Me vi em tanta frase. Perfeito, maravilhoso, parabens!
    Essa frase…
    “Eu ainda o amo mesmo que tenha seguido por outros caminhos”
    Resume muita coisa pra mim…Adorei!! 👏👏👏

    Curtido por 1 pessoa

  2. Eu amo tanto crônica que tive que ler a tua duas vezes para me satisfazer, hahaha Achei bem intensa e expressa o que muita gente sente nesse momento, e não poderia ser diferente, né? Já que crônicas tratam de temas universais. Parabéns pela sensibilidade com as palavras. Muito sucesso. Beijos

    Curtido por 1 pessoa

  3. Olá!
    É muito difícil esconder um sentimento tão puro e bonito como o amor. Mesmo que ficamos negando praticamente todos os dias que não estamos mais a fim dele e que já superamos, o sentimento volta a nos assombrar quando finalmente esquecemos. É complicado, mas é a vida hahaha.

    Curtido por 1 pessoa

  4. O texto é lindo, muito bem escrito apesar de eu não concordar com o conteudo rsrs mas acho que daria uma ótima cronica para um livro 🙂 achei a escrita bem parecida com alguns livros que leio então acho que vc está no caminho certo 🙂

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s