Filme: O Retrato de Dorian Gray

 

Estava procurando um filme legal como sempre hehe pra assistir na Netflix (minha locadora vermelha do coração) e ao passar o olho rapidamente vi o titulo “O retrato de Dorian Grey,” automaticamente fui levada a uma das minhas aulas de literatura inglesa da faculdade onde o professor estava trabalhando o autor Oscar Wild e lembro que ele trabalhou uma obra de mesmo nome e até nos contou a história, então me empolguei pra assistir o filme porque eu sabia que se dependesse do livro seria muito bom.

Então, nada mais justo que compartilhar com vocês a minha opinião sobre o filme e lembrando que eu ‘ainda’ não li o livro, okay?!

O filme dá inicio na antiga Londres com um Dorian carismático, despretencioso, bonito e claro, um tanto inocente. Após a morte de seu avô ele herda toda a herança e passa a viver na mansão onde passou a infância (com maltratros do avô) e conhece alí um pintor, Basil Hallward e um homem da alta sociedade Henry Wotton, homem que se torna seu melhor amigo.

 Basil resolve pintar um grande quadro de Dorian e ao encarar a magninitude da obra e de sua beleza, Henry acaba perguntando se Dorian daria qualquer coisa, até mesmo sua alma para ele sempre permanecer como no quadro e Dorian diz que sim, então ele passa a manter a mesma aparência com o passar do tempo, mas o quadro não.

Dorian vai mudando de personalidade, se tornando frio e pertubado e essa sua nova alma é exposta no quadro.

Bem, eu achei a atuação de Ben Barnes (Dorian) um pouco fraca, algumas vezes eu esperava mais expressões, mais sanidade e tudo que vi foi uma grande cara de nada… haha, a trilha sonora também não ajudou em nada, sério! Nenhum momento climax trazido com música… Ahh, Maby e não teve nada de bom?

Teve, teve sim… hahah

O filme teve um suspense (que eu amei) acho que você fica em tempo de cortar os pulsos pra ver como está ficando e como ficou o quadro e teve uma dose de terror bem na medida, além do mais o filme nos faz refletir.

Aaaah, lembrando que tem um tantinho aí de nudismo.

Bom, se você gosta de coisas clássicas e é fã do Oscar Wild vale a pena assistir. Embora o livro sempre seja melhor que o filme, por isso irei ler. haha bjoss

Um comentário em “Filme: O Retrato de Dorian Gray

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s