Tag : Só uma palavra

Oi gente, e para descontrair, hoje venho com essa TAG fofinha que eu vi no blog Loucos por um estilo, vem conferir, e se divertir também. Vem! ❤

1. Onde está seu celular?
R: carregando
2. Seu parceiro?
R: Futuro
3. Seu cabelo?
R: Bagunçado
4. Sua mãe?
R:Única
5. Seu pai?
R:maravilhoso
6. Seu objeto preferido?
R: Celular
7. Seu sonho da noite passada?
R: Estranho
8. Sua bebida predileta?
R: Suco
9. O carro dos seus sonhos?
R: Meu
10. O lugar onde você está nesse momento?
R: Sala
11. Seu ex?
R: Esquecido
12. Seu medo?
R: Aranhas
13. Oque você deseja ser em 10 anos?
R: Realizada
14. Com quem você passou a noite passada?
R: Sozinha
15. O que você nao é?
R: Falsa
16. O você fez por ultimo?
R: Almocei
17. Oque você está usando?
R: Vestido
18. Livro predileto?
R: Vários
19. A ultima coisa que você comeu?
R: Almoço
20. Sua vida?
R: Confusa
21. Seu humor?
R: Bipolar
22. Seus amigos?
R: Meus
23. Em que você está pensando nesse momento?
R: Dormir
24. Oque você esta fazendo nesse momento?
R: Digitando
25. Seu verão?
R: Quente
26. Oque está passando na sua TV?
R: Desligada
27. Quando você sorriu pela ultima vez?
R: hoje
28. Por que você chorou pela ultima vez?
R: Raiva
29. Faculdade?
R: Concluída
30. O que você esta escutando nesse momento?
R: Stitches
31. Atividade predileta dos finais de semana?
R: Assistir
32. Profissão dos seus sonhos?
R: Escritora
33. Seu computador?
R: Xodó
34. Do lado de fora da sua janela?
R: Venta
35. Cerveja?
R: Beats
36. Comida mexicana?
R: Apimentada
37. Inverno?
R: Amo
38. Religião?
R: Cristã
39. Ferias?
R: Viajar
40. Em cima da sua cama?
R: Livros
41. Amor?
R: Tudo

 

Então gente, que complicado responder só com uma palavra, rsrs, essa tag foi só para descontrair um pouco, espero que gostem.

Xeroooo ❤

Se permita!

E você adormece no meu colo, o sofá de dois lugares não parece tão pequeno agora, parece até que foi feito sob medida para nós, seu suspirar sereno não me deixa olhar nada a não ser você, e é com momentos assim que vivemos, tão clichês, como um simples adormecer. E você me liga todos os dias, com a sua voz rouca e sedutora, sussurrando palavras sensíveis e rindo do que eu acho delas. Você sabe que apesar de achar batido, eu adoro suas ligações matinais só para avisar que ao acordar lembra de mim. Você consegue todos os dias fazer com que eu me apaixone ainda mais pelo seu sorriso frouxo, seu andar lento e despreocupado, como mesmo que tivesse um peso nas costas com as preocupações diárias, você escolhesse ignorar. Me prendo em cada detalhe minúsculo em ti, e parece que vou me perdendo em você, no seu cabelo loiro caindo sobre os seus olhos, e o movimento inconsciente que sempre faz para afastar alguns fios que insistem em ficar. Eu poderia apenas viver sentido seu toque lento e quente sob minha pele, fazendo-a tremer, as vezes penso que você consegue atingir a camada mais profunda que existe em mim. Seu beijo apaixonado e ardente  me faz esquecer tudo que está ao nosso redor, nos levando para outra dimensão. E foi você que me ensinou a se permitir, a cair de cabeça em um sentimento, sem se preocupar com o que pode acontecer, e antes de você eu não sabia o que era sentir, nem se doar para alguém sem pedir nada em troca, e para que pedir se tudo que você me dá já é suficiente. Então continua, apenas deita do meu lado e bagunça meu cabelo, me vence no vídeo game, e rir da minha cara, me sinta, me quebra em pedaços apenas com seu sussurrar e depois me concerta, se permite também, deixa esse compasso  nos levar devagar. Tu sente e eu sinto, e a gente se permite, permite amar, tocar, acalentar. E quando eu me perco só você consegue me encontrar.

 

Botas de Cano Curto ou Cano longo?

Hey pessoas, venho pensando em comprar botas mas ainda não sei muito bem quais escolher, ‘cês’ sabem né, sou geminiana, e nunca consigo escolher uma coisa bem, aí já viu, vou a falência. (rsrs)

Então, também sou apaixonada por saltos e gostaria de ter uma com salto, pensando nisso resolvi fazer uma pesquisa sobre as botas e estilos. E estou super animada para comprar, mas quis vim compartilhar com vocês as que mais gostei, quem sabe alguém  gosta também. E me ajuda a saber qual eu devo escolher entre essas belezuras.

Vamos lá.

Botas Cano Curto ❤

12ac00625238b4040c51fc2679ed9460bota-feminina-cano-curto-of-shoes-1536658-salto-fino-D_NQ_NP_206221-MLB20734178832_052016-Ff6fd1a76b861682c66e86094e258fda8

0dfba8f11882cc1f39a994482a8fed2b--roupas-fashion-looksc782239fbc2c36763d5d7ab716f199e1como-usar-botinha-cano-curto-005como-usar-botinha-cano-curto-007cute-dress-perfect-woman-Favim.com-451971looks-com-bota-cano-curtotumblr_m74cy5dL1x1roqkcuo1_250

 

Botas de Cano Longo ❤

 

bota-feminina-cano-longo-salto-moda-coleco-inverno-2017-D_NQ_NP_510425-MLB25435283894_032017-O

montagem-bota-3Botas-para-verano-2016-5botas-cano-alto-até-o-joelho-modelos-looks-5210200ee5c464f9142ada5bb61fec2644f622d871412a9419dc83a64d06242b--look-short-roupas-fashion

 

É isso, espero que gostem! ❤ Xerooooo

 

 

Citação musical: Arctic Monkeys

Nunca fiz post especial pro meu amor em forma de banda porque sei que muita gente já conhece-pelo menos acho- mas como a fã que eu sou, procuro um jeito de enfiar a banda por aqui em um post exclusivo, então… Separei os melhores trechos musicais da banda pra vocês usarem como legenda em fotos. Espero que gostem. Pensando até em fazer disso um hábito, com outros artistas.

“E os seus lábios são como a beira da galáxia
E seu beijo, a cor de uma constelação se encaixando”

“Segredos que eu mantive em meu coração
São mais difíceis de esconder do que pensei”

arctic-monkeys-shelter.jpg

“Tudo está em ordem em um buraco negro”

“Mas nada parece tão bonito como o passado”

 

“Para sempre não é para todos”

MI0003735664

“eu desmorono completamente quando você chora”

“Parece que mais uma vez você teve que me cumprimentar com um adeus”

 

“parece que aqueles caroços na sua garganta
Que você acabou de engolir te fizeram continuar”

 

“Estou preocupado em acabar esquecendo seu rosto”

“Estou começando a achar que te imaginei o tempo todo”

 

“Sons loucos em seus ouvidos fazem você se sentir bem”

profile-bigw314

“Me faça um favor, me mande embora!”

 

“As noites foram feitas especialmente para dizer coisas que não podem ser ditas no dia seguinte.”

Arctic-Monkeys-626x417.jpg

“Talvez eu esteja muito ocupado sendo seu para me apaixonar por outra pessoa”

Uma carta de amor para Jesus Cristo

“Luz do mundo, Jesus é a luz do mundo”

Quero separar esse tempo só pra dizer o quanto eu amo Jesus Cristo, quero eternizar em palavras esse sentimento. Já faz uns dias, me peguei pensando em mil e uma coisas as quais não posso ignorar, a bênção da vida que me foi dada é uma delas. Pode soar tão bobo e ingênuo, mas só quem já teve encontro com ele, pode me entender. Quem é Jesus? Jesus é aquele que me ensinou a amar, amar acima de todas as coisas. Jesus é aquele que curou, que ensinou a importância da fé, pregou o perdão  e que deixou seu coração parar de bater para que o meu pudesse pulsar. Jesus, você é a luz do mundo e quando me pego observando a imensidão do céu e da terra, eu confio nas tuas promessas. Fui lavada pelo teu sangue e por isso, sou livre! É, eu sou livre do meu egoísmo e livre para poder fazer a diferença, livre de religiosidade porque tu és minha morada e tu és o espelho da verdade. Tu és o caminho, a verdade e a vida, tu. Livre pra andar entre os ímpios e falar da tua palavra, livre pra fazer de mim templo e, ainda assim, ser eu. Sempre eu, do meu jeito instruída por ti. E eu não me importo de soar careta, nem muito menos em exaltá-lo, o que eu quero é adorar-te em espírito e em verdade. E voltar pra ti é sempre a melhor coisa que eu faço. Porque o meu sangue ferve na tua presença, a minha alma sente a tua presença e o meu coração anseia por ti. E o mundo é tão grande, e eu sou tão pequena e me recuso a não acreditar, sei que existe. Sinto. E as estrelas, os oceanos, e os astros e os ventos, é tudo tão bonito que por isso se parece tanto com o criador, e renova a minha certeza. Acho que aquela letra da canção do Sozo pode sempre falar por mim “Como eu posso entender os caminhos do amor que tens por mim? Conheces tudo que há e vês beleza em mim, és tão bom” Obrigada. Obrigada por me tirar de dias escuros, por ter me dado o direito a vida e me agraciado com essas pequenas grandes coisas as quais na correria do dia a dia, não consigo agradecer. Somos tão significantes pra ti diante da vastidão do universo, somos agraciados com a simples noção do viver, nem notamos isso. E sim, existe uma multidão de sentimentos entre nós. Obrigada por me amar, eu também te amo.

“Brilhou o sol tão lindo e me aqueceu depois da chuva que me encharcou, eu te agradeço. Só te agradeço. Por toda graça que me deu, todo amor que ofereceu.”

Com amor, Maby.

Yellow star- september

Parece uma lança sobre o peito e é difícil manter-se firme, intacta. a vida parece mesmo um moinho destruidor de sonhos, fazendo tudo virar pó e então os olhos imploram para que se fechem. mas, menina, vá com calma. não tenha pressa. o jardim da tua alma descuidado só precisa de uma coisa: florescer. pode chorar, chore mesmo. pode sentir o mundo desabando aos teus pés agarrada ao travesseiro, dorme pra deixar isso pra lá e no dia seguinte faça coisas sábias; se empanturre de brigadeiro, assiste uma comédia bizarra do Adam Sandler, ouve aquela música viciante que te faz dançar feito uma minhoca elétrica e escreve num papel “vai se foder, mal-estar do caralho” e mastiga, por favor. tritura essa dor até perceber que você tem poder sobre você mesma. florescer: verbo intransitivo fig. “tornar-se próspero, desenvolver-se, medrar”. e eu aposto que você nem sabe o que é medrar e que você tem um universo de coisas para aprender e descobrir ainda. você tem que ver aquele pôr-do-sol alaranjado e o rosinha mais uma vez e mais outra e outra… tem que ver as luzes de natal enfeitando a cidade, rir até a barriga doer porque essa sensação é ótima e eu sei que você sabe, você tem que ver se aquele seu shipp da série deu certo ou checar se existe alguém mais linda que você no espelho, garanto que contos de fadas nem existem e branca de neve está fora de cogitação. ei, vai por mim, se amar faz uma baita diferença e dizer isso a si mesma no espelho requer ousadia e coragem, depois disso, você está pronta pra conquistar o mundo. como você se vê é assim que o mundo te vê, como você tem se visto?
e o mundo segue empilhando pesos nos nossos ombros, eu sei. tem um buraco bem ali ó, uma onda querendo afogar e pensamentos negativos que não param. d-e-s-v-i-a menina, desvia desse buraco sombrio que quer te engolir por inteiro. um obstáculo de cada vez, mas ter consciência que a vida nunca vai ser 100% justa ou boa. é necessário cair do cavalo às vezes e ralar o joelho, o coração e a cabeça. tire o melhor disso, lições. não pilha, respira. A vida vai triturar alguns sonhos teus e de outras milhões de pessoas no mundo, vai mesmo deixar ela te acabar por isso? vai mesmo se dar por vencida? eu conheço um ditado que diz que “cada vez que alguém desiste, uma estrela no céu se apaga” e eu não sei você, mas eu adoro observar as estrelas, elas me fazem lembrar que mesmo em meio a escuridão a gente pode brilhar. brilha, brilha, brilha estrelinha. Deixa tua luz amarela acesa.

💛💛💛🌻🌻🌻🌟🌟🌟🌟🌟🌟🌟☇☇☇

Relacionamento abusivo: não é porque você não vê sangue que não te fere

Certo dia fui visitar uma amiga minha. amigona de infância, daquelas que a gente coleciona um baú de histórias loucas e desgraçadas pra contar e relembrar. O tempo passou e se afastamos um pouquinho depois que seguimos faculdades diferentes, mas veja bem, quando nos encontramos é a mesma coisa, nada mudou. Pois bem, a danada estava em um relacionamento com um carinha de outro estado, eles se conheceram na internet e acho que isso definitivamente já se tornou muito normal. Entre uma vinda e outra dele pra visitá-la e vice-versa ela jurou que estava naquele “mar de rosas“, toda boba apaixonada. Fiquei feliz por ela naquele momento, até porque se alguém que eu amo está feliz automaticamente eu estarei junto. Muito pouco tempo depois logo me arrependi, o cara era na verdade um Babaca. É, babaca com b maiúsculo mesmo.

13315743_1117505534962126_6359652787817816495_n

Achei estranho quando notei que na página do Facebook dela não tinha mais nenhuma foto dela e que foram todas trocadas por imagens de flores e que seus amigos foram reduzidos a uns 10 no máximo, achei estranho que seu contato do whatsapp mostrasse mais flores e que quando ela colocava uma foto linda de si mesma, no instante seguinte, retirava. Claro, fui lá meter a colher. Queria entender o que estava acontecendo e na maior naturalidade-de uma pessoa ingênua- ela simplismente falou “Ah, meu namorado que retirou tudo do meu facebook. Ele disse que tem ciúmes”, na hora eu fiquei congelada, ele estava a isolando, o quê?

original-3298-1492025241-2.jpg

Pois bem, o traste tinha a senha de todas as redes sociais dela e controlava tudo, não queria foto dela nem no whatsapp e pior, manipulava a menina pra fazê-la sentir-se agradecida aos céus por conhecê-lo. Ele dizia que ela era linda demais e que tinha que ser só dele e que ele era só dela (mas a senha dele ele não deu, né?), ele ligava todos os dias com hora marcada e não parava enquanto ela não atendesse e curiosamente a primeira pergunta era “o que estava fazendo? com quem você estava?”, o “tudo bem?” mandou lembranças. Presenciei muito isso quando a visitava.

7

Mas como toda pessoa estupidamente apaixonada, meus conselhos ela não ouviu, continuou lá achando aquilo tudo normal. Idealizando o cara, exaltando o que ela via de melhor. Algum tempo depois-mais do que eu teria sido capaz de suportar-eles terminaram. O crapula havia traído ela e ela descobriu porque ele tinha dito que apagou a conta do facebook, mas na verdade, isso não tinha acontecido. Detalhe: ele tinha apagado a dela. Mas enfim, entre toda essa reviravolta e tudo mais, ela caiu em si e percebeu o Babaca que ele sempre foi e enfim terminou com ele, chorou as pitangas (as quais não deveria), mas gente apaixonada é a bixiga mesmo. Hoje já tá lá, toda apaixonadinha de novo por outro cara que conheceu na internet e eu aqui torcendo pra que não seja outro abusivo.

1*gVCnWiQDe4yBFZw9Cj3o3w

Pois bem, moças, pensa só comigo: ele não te bate, mas não te deixa usar shorts curtos porque tem ciúmes e acha que tem domínio sobre seu corpo. ele não te bate, mas não deixa você cortar o cabelo porque não gosta de mulher com cabelo curto. ele não te bate, mas te manipula pra você não descobrir as merdas que ele faz e pra você procurar defeitos em si mesma. ele não te bate, mas fuça toda a sua privacidade e se pudesse, controlava até o ar que você respira. Ele não te bate, mas não deixa você sair com seus amigos. Isso é ABUSO sim.

ele-nao-te-bate.png

Isso fere você e você nem percebe, fere não só sua dignidade como pessoa, como ser humano, mas fere seu psicológico aos poucos e machuca. E não, não é porque eles não se viam todo dia e eles se conheceram na internet ou toda essa lista de desculpas estúpidas que a sociedade cria pra defender gente babaca. Quando se entra na vida de alguém e esse alguém te deixa se instalar lá na alma, o mínimo que você deve a essa pessoa é respeito. Outro fato muito interessante é que ambos são evangélicos de uma das igrejas mais rigorosas que há, isso me fez perceber o quanto ninguém está imune a esse tipo escroto de gente e me fez notar, também, como existem pessoas que se escondem atrás de uma religião pra pagar de bom samaritano. E a sociedade vai seguindo assim… “lobos em pele de cordeiro”, pessoas que romantizam relacionamento abusivo e moças que se submetem a isso sem perceber, e quando percebem, serão injustiçadas e gritarão para elas “bem feito, tava com ele por que quis. ninguém te obrigou a nada”. Porque a culpa nunca é dele, né? E a sociedade vai achando que controle sobre a vida do outro é normal. Não, não é. Relacionamento abusivo não é só sobre agressão física, mas também sobre o desejo de posse de uma pessoa para com outra.   Liberte-se!

tumblr_lkpe0jjhgj1qzl7pko1_5001.jpg

 

 

Universo particular

Tu me convida para uma dança e o meu coração já tropeça. Você pode ouvir ele bater? Parece que ele toca alguma coisa especial e você apenas sorri desarmado. E você tem esse cabelinho negro e os olhos tão expressivos, e por que eu reparo esses detalhes? Tenho vontade de toca-lo a todo momento. Você tem um riso frouxo, um caminhar tão peculiar e nem nota o quanto é belo. Às vezes eu dou risada por você se achar esquisito, você nem sabe o quanto me fascina, e as casas de uma rua deserta me fazem pensar, será que lá dentro existe alguém tão apaixonado feito eu? ou esse universo particular é todinho invenção da minha cabeça? então você arranca uma flor e destrói as pétalas jogando-as em mim despreocupado, é que você já me deu centenas delas e eu sempre digo o quanto clichê isso é e, agora, você só faz pra me irritar. E a gente conversa sobre os discos da nossa banda favorita e no instante seguinte alguém falou lava jato e depois Netflix e depois George Martin, a conversa nunca acaba. E seus braços ao redor de mim parecem abrigo pra eu morar, talvez você seja casa nessa estação e eu fico torcendo pra que dure e dure mais. Você é uma galáxia distante do mundo e tão perto de mim que eu mal consigo respirar, e quando o sol aparece lá fora e teus olhos incendeiam aqui dentro é tão bonito que Van Gogh se tivesse te conhecido transformaria em arte, como se você fosse mesmo uma arte, você decora a minha vida e mais que isso, você toca minhas emoções, ninguém te ver suspirar como eu, você suspira baixinho quando escuta o barulho da chuva e posso jurar que seu olhar vagante esconde alguma prece. Tenho certeza que o que você pede é necessário. E só você repara na minha calmaria e no meu jeito de amar alguém ou alguma coisa, você percebe que é estranhamente peculiar e mesmo assim você gosta de mim, você não se afasta. Tu agride aquilo que agride e chora quando o mundo devia chorar e eu acho isso tão bonito que eu tenho pena de quem não se permite sentir, nenhum pouquinho… quando você me beija as estrelas do céu parecem desmoronar aos meus pés ou eu subi até ele? só vejo brilhar. E o teu gosto é tão doce quanto selvagem. e por que os teus olhos me convidam pra tua alma? e tu desnuda a minha sem me tocar, então eu acho mesmo que esse universo particular é todinho seu e meu. Porque eu ouço a tua voz e ela soa como felicidade e antes de tocar a minha pele você já tinha tocado minha alma.

 

Resenha do filme: O mínimo para viver

Data de lançamento14 de julho de 2017 na Netflix (1h 47min)
Direção: Marti Noxon
Elenco: Lily Collins,Keanu Reeves, Carrie Preston e mais.
GêneroDrama
Sinopse: Uma jovem (Lily Collins) está lidando com um problema que afeta muitos jovens no mundo: a anorexia. Sem perspectivas de se livrar da doença e ter uma vida feliz e saudável, a moça passa os dias sem esperança. Porém, quando ela encontra um médico (Keanu Reeves) não convencional que a desafia a enfrentar sua condição e abraçar a vida, tudo pode mudar.
Resenha: 

Filme original da netflix, um drama totalmente impactante. Somos levados a conhecer a história da jovem Ellen interpretada pela Lily Collins que se entrega ao papel de forma satisfatória.

2.jpg

Ellen sofre de um distúrbio alimentar, precisa vencer a anorexia e junto com ela conhecemos a história de outros jovens que sofrem basicamente do mesmo problema. Além disso, Ellen ainda vive com uma estrutura familiar caótica e podemos acompanhar os conflitos existentes na família e os gerados pela preocupação com a Ellen ao longo do filme, mostrando também como a doença da Ellen afeta as pessoas ao seu redor e como lidam com isso.

O filme não se atém a discutir os padrões impostos pela mídia, sociedade, revistas etc etc e sim, jogar de cara uma protagonista que sofre com a doença mas acredita estar bem, acredita que tem tudo sob controle. A ilusão…

1*yqEt1BsoMg2oEANk6gMfAg.png

Assim como várias outras produções assinadas pela Netflix, como por exemplo: Okja e 13 reasons why, o mínimo para viver é mais um filme didático e cru, fazendo jus ao realismo do tema abordado e com certeza abrindo espaço para a discussão de um assunto polêmico, sendo até um ótimo relato para se trabalhar nas escolas.

Ellen passa a frequentar um tratamento numa espécie de “casa de repouso” e apartir daí que conhecemos os outros jovens e suas tramas detalhadas, como a menina que vomita após a refeição em um saquinho e esconde embaixo da cama, gente que ao invés de andar prefere correr para perder calorias e contrabando de laxantes. É frustrante ver a Ellen comendo (mal comendo, na verdade), ela coloca a comida na boca e no instante seguinte cospe no guardanapo. Outra questão muito interessante nesse filme é a “romantização do problema na internet”, Ellen tinha um tumblr no qual postava seus desenhos mostrando seus desejos e medos, uma menina anoréxica cometeu suicídio e escreveu uma carta citando a Ellen dizendo que seu trabalho a inspirou. Estamos cansados de ver pessoas romantizando questões que deveriam ser repudiadas. Romantizam suicídio, relacionamentos abusivos, anorexia e tantas coisas mais… Ser uma sad girl é um ícone tumblr, não é mesmo? Infelizmente o filme não se atém a discutir isso, porém levantar a pauta foi um passo muito certeiro.

lily-collins-to-the-bone.jpg

O final do filme deixou muitas pessoas frustradas, mas para mim, foi o melhor final que poderíamos ter tido. Uma história que se deixou em branco, afinal foi justo, não sabemos se Ellen conseguirá ou não se libertar da doença e sabemos muito bem que na realidade, nem sempre temos bons finais, a mensagem de conscientização que foi passada é o foco principal e isso, não deixou a desejar.

5 filmes na netflix- Parte 3

Olha, só! Quem é vivo sempre aparece, né? Mil séculos depois “o retorno da tag”, ok. Já disse que sou péssima pra dar continuidade a coisas que começo. Sorry. (mas já estou criando a parte 4, rá!)

Vamos lá, mais 5 filmes legais pra se ver na netflix e como sempre, fico na torcida pra que gostem e me contem aqui.

1- Na natureza selvagem

tumblr_lxlf05VmwU1qkhn90o1_500

Já perdi as contas de quantas vezes assisti esse filme, pra você ver como é bom. Baseado no livro de Jon Krakauer (que é baseado em uma história real), conta a história de um jovem que tinha tudo pra seguir uma carreira de prestígio e ao invés disso, resolve doar todo seu dinheiro pra caridade, livrar-se dos seus pertences  (inclusive seu carro) e viajar pelo Alasca, numa busca existencial e reflexiva. Ah, a trilha sonora é feita pelo meu querido Eddie Vedder, então né…

2- Até o último homem

tumblr_ob18av73xi1tpq1l4o6_400

Essa já foi uma indicação que eu recebi (uma não, na verdade 4) então, fui conferir. O cenário é a segunda guerra mundial, então já me conquistou por aí. A gente conhece um jovem médico que vai à guerra ajudar, mas com a condição de não pegar em arma alguma. Ainda trazendo reflexões de cunho religioso já que o jovem é temente a Deus, nos faz se questionar por vários momentos.

3- Okja

okja.gif

Aquele filme que explora as relações de amizade entre uma pessoa e seu animal de estimação, me identifiquei muito. Senti golpes? Muito. Mas, o filme é mais que isso, consegue desorientar o espectador com reflexões a cerca do capitalismo e impacta de forma crua. Vale muito muito apena.

4- Versos de um crime

versos+de+um+crime.gif

 

Daniel Radcliffe sai do famoso Harry Potter encarando papéis ousados ao longo da carreira, em Versos de um crime o ator dá vida a um poeta que tem um discurso libertário e o mais legal que o filme tem ligação com outro (maravilhoso, porém não tem na netflix) “Na estrada”. Além de tudo, temos um protagonista homossexual. O filme mostra um pouco da juventude de escritores que se tornaram ícone pós segunda guerra mundial.

5-  Faroeste Caboclo

tumblr_mu5t1eodjt1qii5jeo1_500

Já manjaram, né? Sim, o filme está no catálogo da netflix e conta a história desenvolvida através da canção do cantor e compositor Renato Russo, que tem o mesmo título. Então, vale a pena conferir essa história de amor que não é literalmente igual a canção, mas leva a mesma essência e consegue capturar sua atenção do início ao fim. Nos presenteando com esse clássico do rock nas telonas.

 

01:06am about you

eu te idealizei e imaginei você tão grande mais tão grande que até o universo pareceu encolher.
e todas aquelas conversas ficam em minha memória porque eu tenho a sensação que ela gosta de me ver acabada. bem acabada.
mas agora eu posso descer um pouquinho e sair de perto de você, te observar de longe e vê que nós nunca daríamos certo mesmo
olha pra mim, meio patética…
eu sou urgente, e talvez na minha pressa arredia eu sufoque as pessoas, talvez eu cause ventania exagerada e caos onde deveria ter calmaria. e tudo bem. é, tudo bem. eu até entendo. às vezes nem eu mesma me aturo, às vezes eu mesma me afogo. as vezes me afogo em um pires e isso me mata. de verdade.
eu juro que eu tentei deixar pra lá e, na verdade, estou tentando e até me assusto quando já me pego fazendo outras coisas que não envolva pensar em você.
e eu até sai pra dançar na noite, tomar porres de vodka e beijar bocas por diversão, mas quando me pego no amanhecer me sinto sufocando em mim mesma. de novo e de novo. porque essa não sou eu.
e é tão estúpido. tornar alguém universo é muito estúpido. querer fitar olhos e enxergar galáxias é estupido. se machucar e ver que há apenas isso, dor…isso é real.
mas eu te idealizei, eu pensei que você fosse diferente e no final das contas acho que não existe isso.
não, não existe.
eu sei, existem pessoas e suas histórias, e é só isso.
mas você entrou como uma estrela em mim, cintilante e cintilante…
eu quase implorei pra que você não me deixasse de novo e no fim você fez a mesma coisa e foi tão difícil engolir o maldito orgulho.
tudo bem, as borboletas no meu estômago morreram de hipotermia e meu coração já nem bate como antes, me acostumei a sua ausência e me saciei do seu silêncio.
eu só não entendi o porquê e não entender consegue ser pior que qualquer coisa.
aquela história com reticências que mexe tanto com os pensamentos e d-r-o-g-a-, c-a-r-a-m-b-a eles não param. não param nunca.
mas tudo bem, eu sei que o final está mais próximo que antes e isso já é muito.

Ah, isso com certeza já é muito. Que venha os finais, ainda que infelizes eles são melhores que esse roteiro ruim que ainda assombra por aqui e então me dê espaço para novas histórias.

Playlist: Festival

Olá, pessoas! Ultimamente tô muito musical , meu spotify não para. Hoje eu resolvi criar aquela playlist bem alternativa, sabe? Se imagina aí no lollapalooza, no coachella ou no rock in rio (RIR esse ano de novo só do sofá de casa mesmo, sad)

Mas pensa aí naquela animação, aquelas musicas que vibram nossa alma e aquelas meio sad porém cool… Então, dá o play! Ah, fica a dica também pra quem vai acampar ou fazer um luau, essas canções são ótimas. Prometo! (experimenta essa dica aí pra ver haha)

 

 Lana Del Rey- West Coast
“Você diz que sente minha falta e eu quero dizer que sinto muito a sua falta,
mas algo me mantém mesmo em silêncio.”

Guns N’ Roses- Paradise City

“O Capitão América tem sido dilacerado
Agora ele é um bobo da corte com o coração partido”

The Lumineers- Ho Hey

“Não sei a onde pertenço
Não sei onde errei
Mas eu posso escrever uma música, eu pertenço a você, você pertence a mim”

Harry Styles- Carolina

“Como eu diria a ela que ela é tudo em que penso?
Bem, acho que ela acabou de descobrir”

Seafret- Atlantis

“Tudo se tornou demais, talvez eu não fui feito para amar
Se eu soubesse que eu poderia chegar até você, eu iria

Twenty one pilots- trees

“Por que você não fala
Onde eu esteja?
Silencioso
Nas árvores, em pé covarde”

Ellie Goulding- Burn

“Acenda!
Como se fôssemos as estrelas da raça”

The Neighbourhood- Say My Name/ Cry me a river

“Se não tem ninguém a sua volta, diga: Querido, eu te amo
Se não estiver me enganando (oh, não)”

Lund- Rx Luv

“Falando comigo mesmo, me pergunto se eu sou louco
Por que não consigo superar? Eu sou viciado na dor”

Richard Orofino- i heard you were looking like the moon

“Colorindo o lado mais escuro com luzes bonitas e luzes frias
Você disse que eu era apenas uma outra rachadura no interior da parede”

Last Dinosaurs- Weekend

“Eu morreria por você qualquer dia
Minha vida já acabou, de qualquer jeito”

Arctic Monkeys- Mad Sounds

“Você se senta e tenta algumas vezes, mas você simplesmente não consegue descobrir o que deu errado”

David Guetta & Showtek- Bad ft. Vassy

“Eu digo por que é tão bom?
É tão bom ser má”

Tove Lo- Habits

“Você foi embora e eu tenho que ficar
Chapada o tempo todo
Para parar de pensar em você”

Beyoncé- XO

“Eu te amo como Beijos e Abraços”

Halsey- Gasoline

“Você se detona todo para se entreter como eu?
As pessoas sussurram sobre você no trem como eu?
Dizendo que você não deveria desperdiçar seu rosto bonito como eu?”

Linkin Park- Castle of glass

“Porque eu sou apenas uma rachadura
Neste castelo de vidro
Não há quase nada para você ver”

Eric Clapton- Cocaine

“Se o seu assunto acabou e você quer continuar
Cocaína”

Resenha do livro: Ana e o beijo francês

Sinopse: “Isto é tudo o que sei sobre a França: Madeline, Amélie e Moulin Rouge. A Torre Eiffel e o Arco do Triunfo também, embora eu não saiba qual a verdadeira função de nenhum dos dois. Napoleão, Maria Antonieta e vários reis chamados Louis. Também não estou certa do que eles fizeram, mas acho que tem alguma coisa a ver com a Revolução Francesa, que tem algo a ver com o Dia da Bastilha. O museu de arte chama-se Louvre, tem o formato de uma pirâmide, e a Mona Lisa vive lá junto com a estátua da mulher sem braços. E tem cafés e bistrôs — ou qualquer nome que eles dão a estes — em cada esquina… Não é que eu seja ingrata, quero dizer, é Paris. A Cidade Luz! A cidade mais romântica do mundo.”

Autora: Stephanie Perkins

Ok. Tudo que eu sabia sobre Paris se resumia a isso, ao mesmo olhar que Anna Oliphant protagonista desse livro, ressaltou na primeira página ao se deparar com seu pai -um famoso escritor norte-americano- deixando-a em Paris para seu último ano do colegial na SOAP (school of America in Paris), mas Ana não está nada entusiasmada. Na verdade, ela gosta dos seus amigos de Atlanta, do seu emprego e do seu ‘quase’ namorado. Mas, como eu disse, é deixada em um colégio interno na cidade luz.
Acabei lendo esse livro por pedaços, não que seja ruim ou qualquer coisa do tipo, a narrativa é sutil e cotidiana, de forma que você ler num piscar de olhos, mas… É Paris!
Precisei ler aos poucos porque todos os dias eu visitava um novo ponto turístico em Paris. Sério, e isso alegrava meu dia.
Ana é uma personagem icônica, você acaba se apaixonando por ela ser tão “gente como a gente”, ok. É aquela adolescente clichê, mas um clichê divertido.
Falando em clichês, é óbvio que tem romance no livro e Ana acaba se interessando pelo charmoso Étienne St Clair e quem resiste? o moço tem uma pegada meio Beatles, sabe? E ainda tem sotaque inglês, oh…
Uma mistura de inglês, francês e americano, nunca pensei ser possível mas é, e é incrivelmente apaixonante.
Mas nada é flores e St Clair já tem namorada e isso me abalou também Ana, mas só você lendo pra saber se ela finalmente experimentou o beijo francês ou se algumas coisas não estão destinadas a acontecer.
De uma coisa eu sei, a Stephanie consegue te fazer visualizar cada pedacinho de Paris e enxergar aqueles olhos misteriosos e brincalhões do St Clair bem do seu lado.
A amizade é descrita tão sublime que em momento algum você se sente eufórica ou apreensiva demais para que as coisas aconteçam. As piadinhas e comentários bobos criam um humor excelente na história.
Mas, duas coisas me incomodaram um pouco a) a fascinação quase exagerada da Ana pelo Étienne e b) que a história é totalmente clichê em suma mesmo, sem chances de pensamentos mais profundos e o meu famoso quero-quebrar-padrões, não rola.
Então, obviamente eu só indico o livro para aqueles que precisam ler algo leve e sem intenção alguma de fazer análises estupendamente críticas.
Vale dizer que os fãs do João Verde e do Nicholas Sparks também são um ótimo público, não que algum protagonista morra, mas o nível de clichê é bem por aí.
Então, vale um cafézinho com croissant por aí?

Sinto muito

Você já sentiu a sensação de ouvir Eric Clapton e sentir-se liberta? você só quer dançar, deixar pra trás toda a penumbra de dor existente aí em seu peito e imaginar a sua co-existência num sentido mais elevado, você é um pedaço de vida em toda a vastidão do planeta e você é real.
É, você é real.
Você já sentiu a sensação de ouvir os pássaros da tarde enquanto a cidade se aquieta lentamente e os feixes de luz do céu passam por seus cabelos? Você pensa “poxa, a vida é bela pra caralho” e os pássaros cantam ali com você fazendo corais de gratidão ou você quer que assim seja.
Já sentiu o quentinho do coração ao visualizar um pôr do sol? ele consegue te tornar poeta, filósofa, esperançosa… consegue renovar seus ânimos e trazer aquela paz pra alma, não é?
Já sentiu a sensação de tocar a pele de quem se ama? O quanto a urgência em amar floresce e aquilo que era sutil de repente se transforma em necessidade e o mundo fica distante, lá fora… pequenininho, porque aqui só há a imensidão dos teus olhos castanhos.
sentiu o quanto sentir é bom? você já notou o quanto é agraciado por isso? enquanto se sente você vive, enquanto se sente o seu pedaço faz parte de um lugar, de alguém… enquanto se vive, você é o instante seguinte, a nota daquela canção favorita, o trecho do livro da cabeceira, a passagem do filme que te fez chorar porque você é sensível e sentir, sentir é viver.
Já pensou que enquanto se vive você deixa marcas, “suas marcas” e embora você logo seja esquecido pós morte, aqueles a quem você trouxe pra sua alma e deixou se instalar, lembrarão de você até que não reste mais nenhum sinal dos seus trejeitos, gostos e desgostos ali e pode apostar que algo sempre lembrará você. Sim, esse é o presente dado aqueles que se permitem sentir.
Seja grato por isso, e sinta. Sinta muito.

Setembro amarelo

Precisamos falar sobre suicídio! Você sabia que segundo ranking da OMS (organização mundial de saúde) em 2014 o Brasil ocupava a oitava posição no número de suicídios?  Pois é…  Por isso, surgiu nesse mesmo ano o Setembro amarelo.

A estimativa atual é de 1 suicídio a cada 45 minutos, na maior parte cometido por jovens de 15-29 anos. Pelo menos 90% dos suicídios tem relação com problemas mentais…

wpid-wp-1473278883205

De um tempo pra cá a pauta tem tomado maior visibilidade, isso se deu em especial ao fato do comentado jogo “baleia azul” e por meio de algumas produções cinematográficas que ganharam destaque entre os jovens, como “13 reasons why”, com o assunto tornando-se inevitavel e saindo enfim das escuras, hoje os pais e os amigos conseguem melhor identificar alguém que precisa de ajuda.

Infelizmente algumas pessoas ao invés de ajudar, só sabem julgar. Uma pessoa que pensa em suicídio geralmente está com depressão e depressão NÃO É FRESCURA! Depressão mata! 

Geralmente essas pessoas começam a se afastar aos poucos dos amigos e familiares, geralmente elas perdem o interesse por coisas que gostavam de fazer (como ler, escrever, ver tv etc etc), prefere ficar na cama o dia todo ou mesmo, quando sai geralmente está distante de todos e triste. Mas, não se engane, alguns que estão sofrendo com a depressão conseguem sair e colocar uma espécie de “máscara social”, a sós é que eles se definham aos poucos. Se arrastando silenciosamente…

Em geral, os sintomas são esses:

As pessoas podem ter:
No humor: ansiedade, apatia, culpa, descontentamento geral, desesperança, mudanças de humor, perda de interesse, perda de interesse ou prazer nas atividades, solidão, tristeza, tédio ou sofrimento emocional
No comportamento: agitação, automutilação, choro excessivo, inquietação, irritabilidade ou isolamento social
No sono: despertar precoce, excesso de sonolência, insônia ou sono agitado
Na cognição: falta de concentração, lentidão durante atividades ou pensamentos suicida.
No corpo: fadiga ou fome excessiva
Sintomas psicológicos: depressão ou repetição insistente de pensamentos
No peso: ganho de peso ou perda de peso
Também é comum: abuso de substâncias ou falta de apetite

O nosso compromisso maior é ser sempre gentil. Que tal elogiar alguém que você admira? ou mesmo sorrir pra um estranho? Dar bom dia nunca é em vão e ser gentil é um presente que você pode oferecer ao mundo, a gente nunca sabe das lutas internas que o outro carrega.

Setembro amarelo é o movimento de prevenção contra o suicídio, mas nós podemos e devemos ajudar o ano todo!

Não tolere bullying com você ou com outra pessoa, não pratique também! Não brinque com o sentimento das outras pessoas, se coloque no lugar delas. Não seja rude, não seja agressivo, não seja intolerante!

Esse é o melhor vídeo que encontrei sobre depressão! Entenda e ajude quem precisa!

 

Deixa eu contar pra vocês que teve um momento em minha vida que eu tive começo de depressão e pelo histórico da minha família isso já era absurdamente comum, nesse momento meus amigos e a fé (com toda certeza o vínculo com Deus, no meu caso) foram de fundamental importância para que eu não me afundasse e percebe-se o quanto a vida poderia ser bela. E olha, só! De lá pra cá eu já vivenciei tanta coisa linda que se eu não estivesse aqui eu mesma me mataria já morta (haha). Então, vai por mim. A dor passa… Muitas histórias virão.

Ei, e você que notou alguém diferente sua ajuda é sempre bem-vinda.

Não deixe nunca de demonstrar que se importa com alguém. Eu sei que em meio a correria diária é difícil, mas para um pouquinho e respira, pensa o quanto você é agraciado por viver e ter um mundo todinho pra descobrir e se redescobrir, como você é agraciado por pessoas que ama ao seu redor, demonstre.

Screenshot_20170904-163903.png

Bom,  se está difícil pra você aí e agora, aguenta firme e não pensa JAMAIS em excluir a canção, você pode até dar uma pausa na música, mas depois volta a tocar por favor. Vai por mim, a dor passa, quantas vezes você viu o fim do mundo? quantos você sobreviveu? Você é forte e você dá conta! Amanhã é outro dia, não vamos deixar uma dor presente aniquilar tantos sorrisos futuros. Ok? A vida te espera, não desperdice-a.

 

Resenha do filme: Death note

Data de lançamento: 25 de agosto de 2017 na Netflix (1h 41min)
Direção: Adam Wingard
Elenco: Nat Wolff, Margaret Qualley, Lakeith Stanfield mais
Gêneros: Suspense, Terror, Fantasia
Nacionalidade: EUA
 
Sinopse: Seattle, Estados Unidos. Light Turner (Nat Wolff) é um estudante brilhante que, um dia, encontra um caderno que repentinamente cai do céu. Trata-se do Death Note, que permite ao seu portador matar qualquer pessoa que conheça a partir da mera anotação do nome do alvo numa de suas páginas. Sob a influência de Ruyk (Willem Dafoe), o dono do caderno, Light passa a usá-lo para eliminar criminosos e pessoas que escaparam da justiça. A súbita onda de assassinatos faz com que ele seja endeusado por muitos, que o apelidaram de Kira, mas também atrai a atenção de um enigmático e também brilhante detetive, chamado L (Lakeith Stanfield).
Resenha:

De um tempo pra cá a industria cinematográfica tem se empenhado em centenas e centenas de readptacões e sequências das mais diversas histórias ovacionadas pelo público-alvo ao longo do tempo, o problema de tudo isso é que tem-se aumentado o número de produções totalmente descartáveis por deixar de lado a essência e tentar moldar-se em suma irrelevância a obra original.
É o caso de Death note, pra quem assistiu ao anime o filme consegue ser um total desperdício de tempo fazendo os olhos sangrarem (sendo realista), a história que deveria ser voltada para um senso de justiça e uma reflexão acerca disso, volta-se para um certo desespero em aventura/ação e aí já deixamos então de lado a premissa principal do anime.
Outro fato desnecessário foi a transmissão de culpa do Light (representado muito mal) para a sua namorada Mia, pobre-light-indefeso… O L nos é apresentado de maneira estúpida, ao invés de ser o personagem com base de conceito moral e de justiça e claro, bem centrado. Ele passa a descontrolar-se facilmente e às vezes parece estar tendo uma crise psicótica, o deixaram totalmente pequeno em relação ao anime.
O que falar da versão do Ryuk? O deus da morte é caracterizado de uma forma um tanto bizarra, conferindo a ideia de que jamais-never-nunquinha ele poderia de fato existir, além do mais o personagem é mostrado apenas como um incentivador de crimes, deixando de lado a posição neutra que ele ocupava no anime e que por vezes nos fazia perceber a fascinação dele quanto as decisões/atitudes humanas.

netflix2bdeath2bnote2bamerican2btv2bseries
Com uma direção de arte duvidosa, personagens que fogem totalmente da versão original e com algumas incoerências e clichês já esperados, Death note consegue de longe ser uma adptação desprezível até pra quem não chegou a ver o anime.

Ps. E a trilha sonora bizarra e colocada em momentos nada a ver?

 

Resenha do filme: Antes que eu vá

Data de lançamento: 18 de maio de 2017 (1h 38min)
Direção: Ry Russo-Young
Elenco: Zoey Deutch, Halston Sage, Elena Kampouris mais
Gêneros: Drama, Suspense
Nacionalidade: EUA
Sinopse: Samantha Kingston (Zoey Deutch) é uma jovem que tem tudo o que uma jovem pode desejar da vida.. No entanto, essa vida perfeita chega a um final abrupto e repentino no dia 12 de fevereiro, um dia que seria um dia como outro qualquer se não fosse o dia de sua morte. Porém, segundos antes de realmente morrer, ela terá a oportunidade de mudar a sua última semana e, talvez, o seu destino.
Resenha:

Antes que eu vá é mais um desses filmes adolescente baseados em livros e que entregam o roteiro logo de cara, apesar de ter potencial pra destacar-se e trazer questões relevantes na sociedade, porém infelizmente peca na superficialidade dos fatos.
Ao assistir lembrei muito do filme “Se eu ficar”, essa premissa da morte versus vida e do quanto perdemos tempo com coisas fúteis, clichê? Sim, muito.

before
Samantha é uma garota popular, rodeada de amigas, namora o cara popular e de uma classe social com ótima aquisição econômica, porém ela é aquela personagem blasé de sempre que não trata bem os pais, despreza o “carinha legal”, comete bullying e dá valor as coisas fúteis. Tudo muito muito blasé mesmo.
Após sofrer um acidente que leva a sua morte, Samantha passa a reviver o fatídico dia várias e várias vezes até aprender a lição? sim, nem é spoiler.
Até lá Sam passa a visitar as mais possíveis decisões “meto o loco?” ou “fico boazinha sempre?” e o filme vai se arrastando por aí, entre uma cochilada e outra você vê que o filme poderia explorar coisas bem mais interessantes e ao invés disso se mantiveram na zona de conforto.
Apesar de tratar sobre bullying, suicídio, a iminência da primeira vez e vários outros conflitos dos momentos de high school (já datados em praticamente todos os filmes colegiais existentes), a ideia de reflexão que o filme tenta explorar não é ruim.

large2b252832529

O problema de todo o filme é que ele se rende a centenas de clichês e assim se entrega ao óbvio, sem dar ao telespectador qualquer chance de surpresa.
Em contrapartida, lá pelo final você pode acompanhar uma mensagem quase didática e posso dar créditos a atuação da Zoye também que dá um certo charme a personagem e sensibilidade.
Em todo caso, render-se a clichês que tentam engatar lições de vida nunca é de todo mal.

 

Cigarettes After Sex – Martha Medeiros

MEU DEUS DO CÉU AMADO! Quero ser amiga dessa mulher, sério! Pra ontem. Estou sempre lendo crônicas e uma das minhas escritoras favoritas quando o assunto é cotidiano, é a Martha.

Me deparei com essa crônica maravilhosa que ela fez depois de ouvir Cigarettes After Sex (banda deusa do universo), já não bastava eu saber que ela é fã do Pearl Jam, do Woody Allen e que ela amou Na natureza selvagem assim como eu, né? Gente, alguém faz ela me notar porque seriamos as melhores amigas da galáxia (tenho certeza)

Enfim, passado essa minha histeria (na verdade não passou não), vamos ao que interessa e então vocês já podem se deliciar com essa leitura enquanto ÓBVIO, podem ouvir a banda também. Tudo aqui! ❤

Crônica:

“Acho que você vai gostar. É como uma brisa entrando pela janela.” Era o que dizia o e-mail. Apenas essas duas frases e um link, enviados por um leitor que eu não conhecia e do qual não lembro o nome. Normalmente, eu deletaria sem conferir, mas alguma coisa, da ordem do inexplicável, fez com que eu abrisse aquele link que poderia conter um poema enfadonho, uma foto apelativa ou, risco fatal, um vírus que detonaria meu computador. Mas o que havia ali era o som de uma banda chamada Cigarettes After Sex. Desde então, não consigo deixar de escutá-la um só dia.

Foi novidade pra mim, mas talvez não pra você, já que este grupo surgiu em 2008, no Texas, e atingiu o reconhecimento em 2015, no Brooklyn. De qualquer forma, tivemos nossa primeira vez no início deste ano, e falar em primeira vez, neste caso, se justifica, sendo Cigarettes After Sex um título tão sugestivo.

Pouca gente fuma hoje em dia, e, se fuma, é expulso do ambiente quando se atreve. Portanto, o famoso cigarro depois do sexo deixou de ser um hábito para virar um clichê, mas mantém seu significado: após o gozo, é a vez do suspiro – aquele que Mario Quintana disfarçava entre uma tragada e outra.

O cigarro pode ter se tornado metafórico, mas o relaxamento é real. Um relaxamento que uma amiga minha, ao escutar as canções que recomendei, confundiu com tristeza. Ora, o pós-sexo só é triste quando você não está com quem deseja. Se é de amor que falamos, o momento que vem depois da finalização do ato só pode ser comparado com plenitude, languidez, entorpecência. A vida em modo de espera antes de se reconstituir.

Cigarettes After Sex é a tradução musical da penumbra do quarto, do suor dos corpos, dos poros abertos, dos lençóis amarfanhados, da calcinha no chão, das taças vazias. Cigarettes After Sex é câmera lenta, preguiça, sussurros, o barulho da cidade trazendo vestígios longínquos de outro planeta. Cigarettes After Sex é quando se presta atenção no formato das espaldas, na penugem da coxa, nos fios de cabelo grudados no pescoço de quem está ao nosso lado na cama. Cigarettes After Sex é quando o relógio para, não é dia nem noite, o celular se mantém silencioso e os problemas se aquietam também. É aquele instante sublime em que não somos pessoa física nem jurídica – apenas espiritual. Cigarettes After Sex é a beleza do nada, a pulsação da calma, a sensualidade do que já aconteceu.

Uma brisa que entra pela janela e nos conduz a alguns minutos de entrega à nossa própria ausência saciada.

Season finale GOT- melhores memes

“Às vezes no silêncio da noite eu fico imaginando como vou sobreviver até 2019”

O inverno se foi para nós e todo mundo já tá meio tristonho, né?  Ontem a HBO reproduziu o último episódio de uma série de 7 e deixou muito bafão solto no ar e claro, simultaneamente aos acontecimentos a galera do twitter não perdia a chance de fazer uma piadinha básica (esse povo foi treinado pelo flash, só pode) dei vários RT e agora irei compartilha-los com vocês, bora lá ver os melhores tt da noite de ontem.

 

20170828_175640

“Ontem também teve Game of Views e todo mundo meio que virou o Luan Santana”

 

20170828_175654

“Maby a atrasada, filha dos rolês que quase não saem, a primeira a dizer “tô com preguiça”, senhora dos perdidos, aprenda com a Dany pelo menos a disfarçar as vergonias”

 

20170828_175611

“Então, existem dois tipos de fodeu.”

 

20170828_175710

“O que é novela mexicana perto dos bafão dramáticos de GOT?”

 

20170828_175741

“Será que meu nene tá ouvindo The cure?” 

 

20170828_175905

“Primeiramente Fora Temer, era só isso mesmo.”

 

20170828_175819

“É carreira internacional que você quer? então toma ANIRA”

 

 

20170828_175533

“Vocês acharam que sairiam ilesos pela primeira vez né”

 

20170828_175549

“DICA PRO CRUSH”

 

20170828_175625

Eu tô só a Glória Pires: “Não sou capaz de opinar”

 

20170828_175832

“A bixa arrasa meixmo, hein”

 

20170828_175920

“Deu até uma saudade de bater carta” 

 

20170828_175505

“O trono de ferro nunca será tão bem agraciado, não é mesmo?”

 

20170828_175804

“Eu estou vivendo ou apenas existindo?”

 

20170828_175726

“Choremos”

Resenha do filme: Pearl Harbor

TÍTULO ORIGINAL: Pearl Harbor
ANO DE LANÇAMENTO: 2001
GÊNERO: Drama
MÚSICA ORIGINAL: There You’ll Be
OSCAR : Ganhou o de melhor efeitos sonoros.
ELENCO: Ben Affleck (Capitão Rafe McCawley) Kate Beckinsale (enfermeira Tenente Evelyn Johnson) Josh Harnett (Capitão Danny Walker) Jennifer Garner (enfermeira Sandra).

SINOPSE: Pouco antes do bombardeio do Império do Japão ao porto Pearl Harbor (Havaí), dois amigos de infância, que crescem juntos, um ajudando o outro nas suas dificuldades, e tornam -se pilotos do exército americano. Rafe McCawley (Bem Affleck) e Danny Walker (Josh Harnett) se envolvem de maneira distinta nos eventos que fazem com que os Estados Unidos da América entrem na 2ª Guerra Mundial. Enquanto que Rafe se apaixona pela a enfermeira Evelyn, e decide se alistar na força área americana que lutará na 2ª Guerra Mundial em Londres, enquanto Danny, permanece no país. Após a notícia que Rafe morrera em um combate contra os alemães. Danny e Evelyn se aproximam e acabam se apaixonando.

 

PEARL HARBOR- Resenha

Depois de algum (muito) tempo sem postar, eu vim hoje trazer uma resenha desse filme que me encantou desde a primeira vez que o vi alguns anos atrás. Eu sempre gostei desses tipos de filmes que de alguma forma tentam, mesmo que de maneira romanceada passar algo que aconteceu na história. Com Pearl Harbor não foi diferente. E após ter assistido ele mais uma vez essa semana resolvi falar um pouco sobre.
Dois amigos que são como irmãos se alistam no exército americano, Rafe e Danny são pilotos de caça, e precisam ser aprovados no exame médico, e é lá que Rafe conhece Evelyn, uma enfermeira, que apesar de algumas controvérsias acaba o aprovando no exame, como apto a voar. Rafe e Evelyn iniciam um romance logo em seguida.
Mas com os acontecimentos da Guerra na Europa, Rafe se voluntaria para servir na Inglaterra, junto com a Royal Air France, defendendo o Reino Unido na batalha de LuftWaffe. Seu amigo Danny permanece nos Estados Unidos, e acha que seu amigo tem sido designado para a missão e não voluntário. Evelyn e Danny são transferidos para a base de Pearl Harbor no Havaí. Onde se encontra uma frota inteira ancorada da Marinha americana.
Após algum tempo chega a notícia de que o avião de Rafe foi abatido em combate, e ele foi dado como morto. Evelyn e Danny sofrem com a perda de Rafe, mas se afastam e ficam sem nenhum contato, mas após alguns meses eles se aproximam e começam um romance. Porém logo depois Rafe reaparece pois ele sobreviveu ao ataque e não conseguiu se comunicar, quando chega ele entende que algo está diferente, e percebe que seu amigo e a sua amada estão juntos. Rafe e Danny acabam brigando em um bar, e acordam no dia seguinte no in[´cio do ataque, e precisam deixar suas diferenças de lado enquanto os japoneses atacam a base naval de Pearl Harbor, na manhã do dia 07 de dezembro de 1941. Enquanto as pessoas que ainda não estavam na guerra, dormiam. Depois de muito esforço e devastação eles conseguem subir em seus aviões e abatem 7 aviões japoneses, mas já era tarde demais, o Japão tinha planejado um ataque massivo, indo com uma frota de mais de 300 aviões.. E há muitas perdas. Eles retornam ao continente, designados para uma missão secreta, que seria a missão do Ataque Doolittle, que foi pedido pelo próprio presidente. Evelyn fica a espera de notícias, dos seus dois amados.
“ Se eu só tivesse mais uma noite para viver, a viveria com você”

Após esse ataque os Estados Unidos entram na 2ª Guerra Mundial.
O filme aborda um fato histórico triste, perdas, mortes. O drama de amar no momento em que o mundo se odeia. E o triste fato de mais gente morrer e prol de uma guerra.
A segunda Guerra Mundial, deixou muitas perdas ao mundo. Trouxe devastação, e não foi há muito tempo assim.
Espero que Deus possa inundar o coração dos homens de amor, e que eles possam amar uns aos outros.

FOTOS DO FILME

 

O ATAQUE DESTRUIU 21 NAVIOS E 347 AVIÕES, MATANDO CERCA DE 2500 PESSOAS E FERINDO OUTRAS 1700
ATÉ HOJE CERCA DE 1778 HOMENS AINDA JAZEM NO CORAÇÃO DO ARIZONA, MAIOR NAVIO DA FROTA AMERICANA.

FOTOS REAIS: